INSS tem previsão para regularizar serviços; saiba quando começa a receber

Novidades na crise do INSS. Nessa quarta-feira (29), o ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Augusto Heleno, informou que o prazo para a contenção das filas de espera do instituto é até o mês de outubro. Segundo ele, com as ações de força-tarefa, espera-se que o número de benefícios solicitados volte a quantia mensal normal, sendo de 1 milhão.

INSS tem previsão para regularizar serviços; saiba quando começa a receber (Imagem: Reprodução - Google)
INSS tem previsão para regularizar serviços; saiba quando começa a receber (Imagem: Reprodução – Google)

Augusto ainda declarou que, caso o reforço funcione como o esperado, há ainda uma possibilidade de antecipação no cronograma. A declaração foi dada em uma entrevista à rádio CBN, onde foi explicar a saída do ex-presidente do INSS, Renato Vieira.

Leia também: Crise no INSS: saiba quem são os mais prejudicados com os atrasos

O representante pediu sua exoneração na última semana, por causa da crise na qual se encontrava. Agora, quem assumirá o controle do instituto será o ex secretário da previdência, Leonardo Rolim. Sua posse deve acontecer nos próximos dias, porém já está em debate com os representantes do governo para elaborar estratégias contra a crise.

Participação dos militares

Ao ser questionado sobre a contratação dos reservistas, Heleno defendeu a proposta, dizendo que tratava-se de uma medida que permitiria que os funcionários do INSS pudessem se dedicar exclusivamente às análises dos benefícios.

Segundo ele, há formas burocráticas para que a suspensão dos militares seja revista. O secretário falou ainda sobre o desejo de convocar outros servidores públicos para ajudar na força-tarefa, quebrando o questionamento do judiciário sobre uma seleção exclusiva da categoria.

Entenda a crise do INSS

Desde o fim do ano passado, o Instituto Nacional do Seguro Social está enfrentando a pior crise de sua história. Mais de 2,4 milhões de benefícios estão suspensos devido as atualizações da reforma da previdência e ao atraso do relatório com os dados dos cadastrados, gerados pela DataPrev.

Ainda na primeira semana deste ano, o governo federal decidiu interver criando um plano emergencial para poder conter a situação.

É válido ressaltar que tais atrasos estão aumentando consideravelmente as despesas da união, tendo em visto os gastos com a defensoria pública, uma vez em que o instituto está recebendo inúmeros processos judiciais e adminstrativos.

Além disso, para cada benefício em atraso, após a aprovação do mesmo, deverão ser pagos os valores de juros durante o tempo de suspensão.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

INSS tem previsão para regularizar serviços; saiba quando começa a receber

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA