IRPF 2020: cuidados importantes para não cair na malha fina 

Alguns brasileiros precisam realizar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF 2020). Porém, muitas vezes os contribuintes não sabem fazer a declaração de forma correta e acabam caindo na malha fina da Receita Federal. Saiba aqui os cuidados que deve tomar.

IRPF 2020: cuidados importantes para não cair na malha fina 
IRPF 2020: cuidados importantes para não cair na malha fina

A malha fina é como se fosse uma peneira realizada pelo Fisco, no qual são apuradas as informações dos contribuintes para saber se ele está sonegando imposto. 

Leia também: Declaração Imposto de Renda 2020: tire suas dúvidas antes de preencher

Aqueles que caem na malha fina podem ter sua restituição retida até que os problemas sejam solucionados, além disso, os contribuintes podem até ser alvo de uma investigação mais aprofundada.

De acordo com a Receita Federal, no ano passado ao menos 700.221 declarações caíram na malha fina, o principal motivo era inconsistência nas informações prestadas. Desse montante 250 mil foram retidas por conta de omissão de rendimento do titular e de seus dependentes.

O órgão informou que das declarações que foram pegas, 74,9% devem restituir o imposto, 22,4% devem pagar imposto e 2,7% têm o saldo zero. 

Como evitar cair na malha fina do IRPF 2020

Uma das dicas é o contribuinte separar ao longo do ano todos os documentos e recibos. É importante também atenção ao preencher a declaração para evitar erros de digitação. 

Verifique se o número do CPF e CNPJ constantes no Informe Anual de Rendimentos estão corretos, se houver erro, comunique a fonte pagadora para que providencie a correção do informe e retificação da DIRF.

A cada página preenchida, já cheque as informações antes de enviar também. Porém, se mesmo tomar os cuidados o contribuinte cair na malha, é necessário acessar o Extrato de Processamento da DIRPF no site da Receita.

Para consultar a declaração é necessário utilizar o código de acesso que será gerado na página do órgão. Se essa for a primeira vez, é preciso criar uma senha e informar os números de seus últimos recibos das duas últimas declarações.

No portal, é só procurar por “pendências na malha” e identificar se está com a declaração detida ou não.

Caso seja identificado, é preciso que o contribuinte abra o programa usado anteriormente para fazer o Imposto de Renda e clicar. Ao abrir deve selecionar a opção “sim”, quando aparecer “esta declaração é retificadora?”.

Após isso vai ser solicitado o número do recibo da declaração enviada. Em seguida, o contribuinte inclui ou corrige as informações desejadas, grava-as e reenvia a declaração do IRPF 2020 correta.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

IRPF 2020: cuidados importantes para não cair na malha fina 

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA