Declaração Imposto de Renda 2020: tire suas dúvidas antes de preencher

O ano mal começou e com ele tem início a corrida para organizar as documentações para a declaração do Imposto de Renda 2020. Este ano, a prestação de conta do tributo começará ainda nesse primeiro trimestre e por isso muitos estão se articulando e indo atrás de contadores para sistematizar os dados antes de leva-los até a platafaforma da Receita Federal.

Declaração Imposto de Renda 2020: tire suas dúvidas antes de preencher
Declaração Imposto de Renda 2020: tire suas dúvidas antes de preencher

Entretanto, há sempre muitas dúvidas na hora de separar quais as informações, valores, despesas e ganhos que precisam ser apresentadas. O primeiro passo é saber o orçamento recebido nos últimos 12 meses e tê-lo comprovado.

Leia também: Declaração IRPF 2020: startup lança plataforma gratuita para facilitar preenchimento

Na sequência, o contribuinte precisa começar a separar seus comprovantes de despesa. Pagamentos de plano de saúde, funcionários, aluguel, parcela do carro, instituições de ensino, entre outras coisas.

É preciso ter todos os informes de rendimentos, extratos bancários e recibos de compra e venda de imóveis e de despesas médicas, para apresentar à Receita Federal em caso alguma inconsistência.

No IR 2020, quem recebeu (ao longo de 2019) até R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis não vai precisar fazer a declaração.

Estarão isentos também aqueles com o recebimento de até R$ 40 mil em rendimentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte.

Já no caso da obrigatoriedade, devem fazer a declaração do Imposto de Renda 2020 todos os brasileiros que venderam algum bem, como carro ou casa; que realizaram operações na bolsa de valores, de mercadorias, de futuro, entre outras, apresentando um ganho capital acima de R$ 300 mil. Confira as demais categorias na lista abaixo:

  • Trabalhadores brasileiros que tiveram um rendimento tributável superior à R$ 28.559,70;
  • Rendimentos tributáveis ou não tributáveis direto da fonte superior ao valor de 40.000,00;
  • Trabalhadores rurais com receita bruta anual superior ao valor de R$ 142.798,50;
  • Cidadãos até o fim do ano anterior passaram a ter posse de bens cujo o valor ultrapassou o valor de R$ 300.000,00;
  • Obteve ganho de capital sobre alienação de bens e direitos;
  • Cidadãos que tiveram operações na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades parecidas;
  • Cidadãos do setor rural que queiram realizar compensação de prejuízos e perdas nos anos passados
  • Se oficializou como cidadão brasileiro, se encontrando no país no último mês do ano anterior.

Para fazer o preenchimento da declaração do Imposto de Renda 2020, é preciso baixar o programa no site da Receita Federal. O sistema pode ser instalado no computador ou notebook.

Quem fez a entrega e o pagamento do tributo no ano anterior, tem todas as informações salvas e precisa apenas solicitar o documento anterior.

Qualquer dúvida sobre o que deve ser inserido, a dica é buscar um profissional como um contador.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Declaração Imposto de Renda 2020: tire suas dúvidas antes de preencher

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA