Programa Criança Feliz ganha reforço para este ano; saiba como funcionará

Você sabe o que é o programa Criança Feliz? Trata-se de uma ação social do governo federal que tem como objetivo acompanhar os brasileiros que estão na primeira infância, entre os 0 e 3 anos de vida. Os pequenos cadastrados no Bolsa Família recebem acompanhamento psicológico e médico para garantir que terão um bom desenvolvimento.

Programa Criança Feliz ganha reforço para este ano; saiba como funcionará
Programa Criança Feliz ganha reforço para este ano; saiba como funcionará

Criado em 2016, o projeto vem apresentando bons resultados e já conta com mais de 23 mil profissionais responsáveis por monitorar os beneficiários.

Visando alcançar um número ainda maior de crianças, o governo federal anunciou que irá reforçar a qualificação dos especialistas que trabalham no projeto.

Leia também: Governo antecipa FGTS e Bolsa Família para vítimas das chuvas em MG e ES; veja como receber

A ideia é que os profissionais estejam ainda mais qualificados para proporcionar um melhor atendimento aos pequenos e seus familiares.

Em suas rotinas, os visitadores vão até a casa dos cadastrados no Bolsa Família para poder monitorar o desenvolvimento dos menores.

“O mais importante é que a qualidade do serviço prestado seja boa porque a criança só se desenvolve se o atendimento for de alta qualidade. Para isso, nós vamos investir muito na qualificação dos profissionais que estão atuando lá na ponta”, garantiu a secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa.

A secretária afirma que o engajamento dos municípios vem demonstrando o compromisso dos gestores com o tema da Primeira Infância.

“Com as novas adesões, nós conseguimos chegar a 69% dos municípios elegíveis, dos 4195 elegíveis, e 52% do total de municípios. Isso significa que primeira infância está sendo levada a sério. Mais municípios estão engajados, preocupados com a primeira infância”, comentou.

Investimento do governo no programa Criança Feliz

No ano passado, o Ministério da Cidadania propôs uma série de modificações e incentivos no projeto.

Inicialmente, o governo permitiu a inclusão das crianças do Cadastro Único como prioridade no atendimento, fazendo com que mais de 420 mil brasileiros tornam-se o público alvo do programa Criança Feliz.

Além disso, a ação contou com um reforço financeiro de R$ 250 milhões, ampliando ainda mais suas áreas de atuação e melhorando a qualidade do serviço.

Foram convocados também especialistas internacionais e brasileiros para estruturar novas políticas públicas voltadas para o desenvolvimento infantil. Para este ano, o Ministério da Cidadania espera acompanhar mais de 2 milhões de crianças.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.