Não tem conta na Caixa? FGTS pode cair na conta pessoal sem cobrança de tarifa

Novidades para aqueles que ainda não receberem o saque-imediato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A partir de agora é possível receber o benefício por meio da própria conta bancária, sem precisar se descolar até a Caixa Econômica Federal. O serviço pode ser solicitado pelo portal do Meu INSS e está totalmente isento de taxas e tarifas de transição.

publicidade
Não tem conta na Caixa? FGTS pode cair na conta pessoal sem cobrança de tarifa
Não tem conta na Caixa? FGTS pode cair na conta pessoal sem cobrança de tarifa

Inicialmente, apenas a Caixa estava fornecendo os pagamentos, entretanto, com o objetivo de desafogar os serviços da instituição financeira, foi criada uma medida para que qualquer outro banco receber o pagamento.

Leia também: Bolsa Família e FGTS serão antecipados em estado do Sudeste; saiba em quais casos

publicidade

Para poder usufruir da mudança, o beneficiário precisa acessar o aplicativo do FGTS e realizar um cadastro na plataforma. O procedimento é simples, basta apenas informar a numeração do CPF e seguir as instruções fornecidas pela ferramenta.

Ao criar uma conta, por meio de e-mail de identificação e senha, basta acessar a página referente ao saque-imediato do FGTS e selecionar a opção de transferência de conta. Informando os dados bancários de onde deseja receber o saldo e confirmar o serviço.

Solicitação de transferência do FGTS pelo site

Há também a possibilidade de fazer a portabilidade acessando o site do banco. Nesse caso, o usuário continua tendo que fazer um login de registro, fornecendo os mesmos dados acima.

Posicionamento da Caixa

Segundo Pedro Guimarães, atual presidente da instituição, a ação fará com que o serviço seja mais cômodo para quem irá receber, além de diminuir o fluxo nas agências.

Ele explica que desde setembro de 2019, quando começou o pagamento do saque-imediato, as unidades bancárias estão recebendo milhares de brasileiros.

É válido ressaltar que o calendário de pagamento está se encerrando, uma vez em que os beneficiários terão até o dia 31 de março para poder sacar o benefício. Quem não efetuar a retirada dentro desse prazo terá os valores devolvidos ao governo federal e só poderá solicitar sob ação judicial.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Segundo o ministério da economia, o saque-imediato do FGTS, com limite máximo entre R$500 e R$998 a depender do trabalhador, tinha uma injeção prevista de aproximadamente R$ 40 bilhões na economia nacional. Sendo R$ 28 bilhões em 2019 e R$ 12 bilhões para este ano.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!