Benefícios do INSS com valor acima do piso podem ganhar novo reajuste

Mais mudanças no pagamento dos benefícios do INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social. Na última semana, o Ministério da Economia informou que está estruturando uma nova fórmula para definir o valor dos auxílios ofertados aos aposentados e pensionistas que recebam acima de um salário mínimo.

Benefícios do INSS com valor acima do piso podem ganhar novo reajuste
Benefícios do INSS com valor acima do piso podem ganhar novo reajuste

A ação está sendo pensada para evitar uma desigualdade entre aqueles que têm uma renda fixada no piso nacional e quem ganha acima dele.

Segundo o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Junior, o governo está criando uma nova regra de cálculo que não prevê reajustes em cima da inflação, o que significa que não haverá ganho real para os beneficiários.

Saiba também: Meu INSS não conseguiu diminuir fila de espera dos pedidos; vale a pena usar o aplicativo? 

A proposta pretende analisar a inflação entre o período de dezembro de dois anos antes e novembro do ano anterior. Deixando de ser entre janeiro a dezembro do ano anterior, como ocorreu até 2019.

Segundo os representantes, a modificação irá evitar surpresas ou instabilidades econômicas na hora de definir o piso nacional, que impacta diretamente nos valor dos benefícios do INSS.

O novo cálculo continuará tendo como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), contando apenas com um novo período de observação.

A decisão foi tomada após os erros na definição do salário mínimo deste ano. O valor foi modificado três vezes em menos de dois meses, gerando conflitos na liberação do INSS.

Inicialmente o valor era de R$ 998 (até 31 de dezembro de 2019). Na sequência, levando em consideração uma estimativa do INPC de dezembro, ficou em R$ 1.039. Por fim, com o índice exato da inflação, ficou em R$ 1.045.

Para evitar esses descompassos e reajustes, Bolsonaro afirmou que nos anos seguintes a definição do piso nacional precisará levar em conta as correções do INSS. Segundo ele, não se pode calcular o pagamento sem levar em consideração a aposentadoria dos brasileiros.

“Não se pode dar ganho real ao salário mínimo sem dar ganho real a quem está aposentado também. Minha orientação é a seguinte: mínimo e a base para o aposentado crescer no mesmo valor. Caso contrário, numa projeção não muito longa, todos estarão ganhando salário mínimo no Brasil”, afirmou.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Benefícios do INSS com valor acima do piso podem ganhar novo reajuste

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA