Novos descontos do INSS vão mudar salário do trabalhador

Apesar do reajuste do salário mínimo que agora está em R$ 1.045, o trabalhador brasileiro precisará abater aproximadamente R$ 45 de sua renda mensal para prestar conta as contribuições obrigatórias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com a reforma da previdência, a partir de março haverão novos descontos do INSS.

Novos descontos do INSS vão mudar salário do trabalhador
Novos descontos do INSS vão mudar salário do trabalhador

Todos os trabalhadores que possuem a carteira assinada terão um desfalque mensal com os descontos do INSS. Os valores irão variar de acordo com a renda de cada contribuinte, apresentando percentuais entre 7,5% a 27,5%.

Veja também: Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?

Aqueles que recebem até R$ 3 mil terão uma redução de R$ 45. Já quem tem um ganho acima do teto do sistema previdenciário, que atualmente é de R$ 5.839,45, vai perder R$ 40,21.

As cobranças são obrigatórias para que o trabalhador tenha acesso aos benefícios do INSS, como aposentadoria, salário-maternidade, auxílio-doença, auxílio-acidente, entre outros, é obrigatório contribuir.

Demais reduções salariais

Além das contribuições do INSS, o salário do trabalhador também é reduzido por meio do recolhimento do imposto de renda, ficando isentos apenas aqueles que ganham até R$ 1.903,98 por mês.

Feitos os descontos fiscais, há o abatimento dos benefícios profissionais como vale-refeição, vale-transporte, vale-cultura e coparticipação no plano de saúde.

Faltas não justificadas ao patrão, pensão alimentícia e contribuição sindical também diminuem o valor do salário.

Por fim, para aqueles que possuem contrato com instituições financeiras, há também a redução do empréstimo consignado.

Somente após calcular todos os descontos mencionados (se o trabalhador for obrigado a contribuir com cada um deles), é que se chega ao salário líquido, sendo o valor real depositado em sua conta após um mês trabalhado.

Quais serão as porcentagens dos descontos do INSS?

  • Até um salário mínimo: 7,5%
  • Acima de um salário mínimo até R$ 2 mil: 9%
  • De R$ 2.000,01 a R$ 3 mil: 12%
  • De R$ 3.000,01 até o teto (de R$ 5.839,45, em 2019): 14%

Alíquotas efetivas:

  • Até um salário mínimo: 7,5%
  • Acima de um salário até R$ 2 mil: 7,5% a 8,25%
  • De R$ 2.000,01 a R$ 3.000: 8,25% a 9,5%
  • De R$ 3.000,01 até o teto: 9,5% a 11,69%

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Novos descontos do INSS vão mudar salário do trabalhador

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA