Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?

Na próxima semana, os brasileiros segurados pelo Instituto Nacional do Seguro Social começarão a receber os valores de seus benefícios. A liberação dará início ao calendário de pagamentos de 2020 e deverá beneficiar cerca de 35 milhões de pessoas. Os beneficiários precisam ficar atentos a algumas medidas antes de realizar o saque do INSS.

Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?
Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?

Primeiramente, no que diz respeito a documentação para poder sacar os valores, é preciso ter em mãos o cartão do instituto ou então apresentar um documento de identificação pessoal (RG ou carteira de trabalho, por exemplo) nos guichês de atendimento da Caixa Econômica Federal.

Leia: INSS comunica prazo para que todos os pedidos sejam analisados; confira!

No caso daqueles que optaram receber pela própria instituição financeira, na sua conta corrente pessoal. O depósito deve ser feito automaticamente no dia previsto no calendário gerado pelo INSS. Ou seja, basta ir até um caixa eletrônico e retirar o valor normalmente.

Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?
Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?

Prazo para saque do INSS

É válido ressaltar que o órgão determina um prazo de 60 dias para poder tirar o dinheiro do benefício.

A contagem começa a partir do dia em que o valor foi depositado e aqueles que não obedecerem o tempo estipulado terão a quantia devolvida ao instituto.

Se isso acontecer, é preciso solicitar novamente o depósito, por meio do portal Meu INSS ou da central telefônica 135.

Nesse caso, o beneficiário precisa informar dados como nome e CPF. Ao entrar no site, terá que escolher a opção “Agendamentos/Requerimentos” e selecionar “Novo Requerimento”.

Na sequência, clicará em “Atualizações para manutenção do Benefício e outros Serviços” e escolherá “Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido”.

Por telefone, o atendimento acontece de segunda-feira a sábado, das 7h às 22h.

Pagamentos liberados pelo INSS:

O instituto é responsável pela administração de diversos benefícios, sendo eles:

  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Aposentadoria por idade e invalidez;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-reclusão;
  • Salário maternidade;
  • Salário família;
  • Reabilitação profissional.

A quantia ofertada varia de acordo com o benefício e situação do beneficiário. Entretanto, o piso de pagamento é definido pelo salário mínimo, isso significa que os segurados recebem ao menos uma quantia fixa de R$ 1.039 em janeiro, e R$1.045 em fevereiro (novo salário). Há também um teto que determina o valor máximo, sendo ele de R$ 6.032 por segurado.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Saque do INSS: o que é preciso saber antes de tirar o dinheiro?

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA