FGTS de R$ 500 pode ficar rendendo na conta? Saiba o que acontece se não sacar

Milhares de trabalhadores têm a oportunidade de realizar o saque de contas ativas e inativas do FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. O chamado saque-imediato já teve seu calendário de recebimentos finalizado. Mas beneficiários que ainda não realizaram o saque do FGTS de R$ 500, e preferiram deixar o dinheiro na conta, podem ganhar benefícios?

FGTS de R$ 500 pode ficar rendendo na conta? Saiba o que acontece se não sacar
FGTS de R$ 500 pode ficar rendendo na conta? Saiba o que acontece se não sacar

Quem tem conta poupança na Caixa Econômica Federal, viu o dinheiro ser depositado automaticamente. Mas, tem a opção de não sacar o FGTS de R$500 ou R$998. No entanto, deixar o dinheiro na poupança, também não é uma boa opção.

Saiba também: Novo FGTS vai aumentar modalidades e número de beneficiados

Outra dúvida em torno deste procedimento é que se deixar o dinheiro no fundo de garantia, a expectativa é de render até a data limite de saque. No entanto, o valor não rende e, caso não seja sacado, os valores retomam aos cofres públicos.

O saque imediato ficará disponível para que os trabalhadores retirem a quantia até 31 de março de 2020. O calendário oficial já teve fim. O benefício, por sua vez, fica livre para saque daqueles que não realizaram o procedimento.

De acordo com dados divulgados pela Caixa Econômica Federal, nesta terça-feira (21), cerca de 4,4 milhões de trabalhadores — 42% do total — não retiraram o saque complementar que aumenta o limite para R$998. Ao todo, 10,2 milhões de trabalhadores têm direito à essa modalidade.

Liberado pelo governo no dia 24 de julho, a medida garante o saque de contas ativas e inativas do FGTS. O valor em conta é definido de acordo com a contribuição.

Inicialmente a opção foi liberada pelo governo federal para saques de até R$ 500, mas em dezembro do ano passado o aumento foi para R$ 998, desde que o trabalhador tenha somado valor igual a esse nas suas contas. Desde então, foram liberados R$ 1,5 bilhão de R$ 2,6 bilhões disponíveis pelo saque complementar do FGTS.

A projeção do governo era de que as retiradas injetassem R$ 40 bilhões na economia até 2020, sendo que R$ 28 bilhões seriam para 2019 e R$ 12 bilhões para o este ano.

Para receber o dinheiro é necessário obedecer dois fluxo, aqueles que desejam sacar até R$ 100 podem retirar nas casas lotéricas com o documento. Quem optar por R$ 998 por conta, deve apresentar o Cartão do Cidadão e documento de identidade.

Já nos caixas eletrônicos o limite de saque até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão. Nas agências da Caixa Econômica os saques podem ser realizado em até R$ 998 por conta com documento de identidade.

Os trabalhadores que já retiraram o valor equivalente a R$ 500 poderão receber a diferença de R$498 do FGTS.

Para saber os valores disponíveis que possuí em conta, os canais de recebimento e demais informações, acesse o site da Caixa por aqui.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

FGTS de R$ 500 pode ficar rendendo na conta? Saiba o que acontece se não sacar

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA