Bancos digitais lançam novidade e os clientes precisam saber 

O crescimento da fintech, como são chamados os bancos digitais, fizeram com que houvesse a necessidade de lançar novidades para que os clientes tivessem mais acesso ao serviço de saque. Já que não existem agências físicas destas instituições espalhadas pelo Brasil.  

Bancos digitais lançam novidade e os clientes precisam saber 
Bancos digitais lançam novidade e os clientes precisam saber

Apesar de não ter cobrança de tarifas nos cartões de crédito e débito, cerca de 60% dos brasileiros ainda utilizam o dinheiro de papel como principal forma de pagamento. 

Tendo isso em vista, as fintechs estão utilizando supermercados, padarias e lojas como caixas. 

Saiba também: Bancos digitais trarão novidades no pagamento de serviços 

Ao invés dos clientes se deslocarem até um terminal de autoatendimento e ter de pagar taxas que podem atingir até R$6,50 por cada saque. Agora, o usuário pode retirar o dinheiro em uma loja, no qual os custos são mais vantajoso.

A ideia é que os comerciantes usem esses estabelecimentos para custear as retiradas, reduzindo o volume de dinheiro no caixa que precisará ser depositado em um banco no final do dia, o que é chamado de sangria diária.

Tudo pode ser realizado por meio de um aplicativo de celular, com QR Code, não é necessário cartão para a operação. 

Os clientes podem saber onde realizar o saque por meio do aplicativo do Saxperto, que já está integrado aos bancos digitais como PicPay, Mercado Pago, Nubank, PagBank, Agibank. 

A Saxperto foi lançada em 2019 para que pudesse intermediar o saque entre as fintechs e lojas. A ideia foi colocada em prática após os fundadores da empresa notarem uma dificuldade do consumidor em retirar o seu dinheiro sem pagar tarifas altas.

Em entrevista ao Jornal O Globo, o fundador da empresa, Tiago Godoi  contou sobre a novidade.

“Conseguimos fazer a operação por um custo de até R$ 2,50, com varejistas que tinham o hábito de fazer sangria todo dia. O proprietário ganha na taxa de remuneração e com mais pessoas indo ao negócio dele. São pessoas que acabam comprando algo”, destaca.

O modelo é semelhante ao da gigante empresa americana Brinks, que irá lançar em fevereiro a Brinks Pay.

Hoje, embora não paguem mensalidade para manutenção da conta digital, transferência bancária ou geração de boleto, o usuário paga uma taxa de pelo menos R$7,50 para fazer o saque do seu dinheiro em terminais eletrônicos.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.