Descontos do INSS começarão em março e vão mudar salário do trabalhador

Com a aprovação da reforma da previdência, serão modificados também os valores de contribuições dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social. A partir de março, os brasileiros terão reajustes nos pagamentos, sob um recolhimento de 7,5% para aqueles que recebe, até R$ 1.830,29. A taxação varia de acordo com as rendas salarias, confira abaixo os descontos do INSS.

Descontos do INSS começarão em março e vão mudar salário do trabalhador
Descontos do INSS começarão em março e vão mudar salário do trabalhador

Aqueles com salários entre R$ 1.830,30 e R$ 3.050,52, deverão contribuir com 9%. Já os que estão na faixa de R$ 3.050,53 até R$ 6.101,06 (teto fixado para o INSS neste ano) terão um descontos do INSS de 14%.

Veja também: Prova de vida do INSS convoca servidores do estado do RJ; veja como fazer!

Segundo o instituto, em comparação ao ano passado o reajuste vai ser de 4,48%, levando em consideração a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do IBGE.

Os descontos em março serão referentes ao salário de fevereiro e marcarão o início da medida. De modo geral, quem tiver salário menor deverá contribuir menos. Já os com uma renda maior, terá um desconto proporcional ao recebido.

Até o ano passado, antes da reforma, o reajuste ficava entre 8% e 11% do valor total recebido, agora será de 7,5% a 14% para o setor privado e até 22% para funcionários públicos.

Descontos do INSS progressivos

Além das novas cobranças, as taxas passarão a ser progressivas. Isso quer dizer que haverá uma delimitação para cada categoria salarial e diminuirá a alíquota efetiva.

Aqueles com salário mínimo terão desconto de alíquota única de 7,5%. Já quem ganha até R$ 2.089,60 serão descontados em 9%. Confira a tabela abaixo:

Descontos para cada faixa na iniciativa privada a partir de março:

Salário de contribuição (R$) Alíquota progressiva Alíquota efetiva
até 1.039 7,5% 7,5%
de 1.039,01 até 2.089,60 9% entre 7,5% e 8,25%
2.089,61 até 3.134,40 12% entre 8,25% e 9,5%
3.134,41 até 6.101,06 (teto do INSS) 14% entre 9,5% e 11,68%

 

Por último os servidores públicos também passarão por modificações. Para categoria, a taxação também irá variar de acordo com o salário recebido e pode chegar até a 22%.

Quem tiver mais tempo de carreia pública e salários mais altos serão os que perceberão os maiores descontos do INSS no seu salário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.