Material escolar tem acréscimo de 8% em 2020; saiba como economizar

Pais e demais familiares sentiram o peso financeiro com o começo do ano letivo. Segundo um levantamento realizado pela Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae), o material escolar está 8% mais caro esse ano. A associação justifica a alta ocorreu graças a elevação de preços em materiais como plástico, tinta e papel.

Material escolar tem acréscimo de 8% em 2020; saiba como economizar
Material escolar tem acréscimo de 8% em 2020; saiba como economizar

Para evitar cair em golpes e falsas promoções, os especialistas orientam aos responsáveis a fazer uma busca de preço em diversas lojas e marcas, de modo que possa comparar os valores.

Leia também: Quer pagar menos no material escolar? Veja como

A ação evitará que o consumidor se prenda a uma única papelaria que possa estar vendendo os produtos com preços ainda mais caros.

Outra dica importante é também levar os pequenos para as compras. Ao contrário do que se fala, trata-se de uma ótima oportunidade de educa-los financeiramente e ensina-los a valorizar o material adquirido.

É válido ressaltar que as escolas não podem exigir marcas ou que o aluno compre seus materiais em uma loja especifica. Exceto as apostilas de exercícios, nenhum outro produto deve ser comercializado obrigatoriamente dentro das instituições de ensino.

Confira abaixo dicas de como economizar no material escolar:

Reaproveite

Se houver materiais do ano anterior ainda em bom estado de conservação, utilize-os novamente. Bolsas e estojos, por exemplo, são produtos com uma maior durabilidade que podem ser repetidos.

Compre usados

Sebos ou brechós são uma ótima oportunidade para comprar livros e até mesmo com os pais dos alunos da mesma escola.

Um estudante que esteja um ano há frente pode vender seus livros de forma mais barata. Isso é uma forma de conseguir uma renda para ajudar nas despesas e também de levar um material mais em conta.

Use cupons de desconto e cashback

Há sites e livrarias que aproveitam o período de alta demanda para fornecer cupons de descontos. Estes devem ser utilizados na hora do pagamento, podendo abater o valor total da compra.

Compre com antecedência

Quanto mais próximo das aulas, mais caro serão os produtos. Uma boa dica é comprar o material no fim do ano anterior e caso a escola ainda não tenha liberado a lista completa, já ir antecipando produtos que são inclusos todo ano, como cadernos, canetas, etc.

Exija a nota fiscal

A nota fiscal é importante para conferir se todos os produtos foram entregues na quantidade e no preço informado pela loja. Por ser uma lista grande, muitas vezes há erros na hora do envio.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Material escolar tem acréscimo de 8% em 2020; saiba como economizar

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA