Reajuste no salário mínimo trará impacto bilionário ao governo federal 

Na terça-feira (14), o secretário especial da Fazenda, Waldercy Rodrigues, afirmou que o reajuste no salário mínimo trará um impacto bilionário ao governo federal. Se forem utilizados os dados fechados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o valor do salário mínimo passaria de R$1.039, no fim do ano passado, para R$1.045. 

Reajuste no salário mínimo trará impacto bilionário ao governo federal 
Reajuste no salário mínimo trará impacto bilionário ao governo federal

O aumento no piso federal traria um impacto fiscal de R$2,13 bilhões aos cofres públicos. Já que a quantia serve como referência para o pagamento de alguns programas sociais. 

Em entrevista ao jornal O Valor nesta terça (14), Rodrigues disse que o Ministro da Economia, Paulo Guedes e o Presidente Jair Bolsonaro iriam discutir sobre o assunto, porém o presidente já tem dado indícios de que quer conceder o aumento. 

Veja também: Contribuições ao INSS são alteradas com novo reajuste nos benefícios

Waldecyr também explicou que a cada R$1 de reajuste no salário mínimo pode representar para o governo um aumento nas despesas de R$355 milhões neste ano. Em 2021, serão de R$366 milhões e em 2022 serão de R$377 milhões.

Apesar disso, o secretário afirmou que a equipe econômica fará o que for decidido pelo presidente, afinal, será levado em conta o poder de consumo do trabalhador e a pressão no orçamento do país. 

Se o reajuste for inserido a gestão da economia precisará rever o orçamento anual para que sejam reduzidos gastos e outros itens, fazendo com que o aumento do salário mínimo não afete as áreas.

“Governar é estabelecer prioridades. Se o presidente determinar que haverá compensação [no salário mínimo], nós atendemos e proporcionalmente faremos ajuste no orçamento para se ter espaço. Há espaço para atender uma demanda da presidência”, ressaltou. “No global, teremos que fazer ajustes em outras rubricas”, frisou.

Referente a decisão do Congresso Nacional de realizar o pagamento do 13º salário para os beneficiários do programa Bolsa Família neste ano. O secretário defende o esforço do governo para o pagamento que tem “ efeito direto na veia”. Mas a decisão ainda está em análise, não tem nada decidido. 

De acordo com ele, a equipe econômica terá até o dia 20, quando deverá ser feita a sanção do orçamento para este ano, para vetar ou não.

“Orçamento é uma peça fechada. Se temos um aumento ligado a um item, teremos que reduzir em outros”, concluiu.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Reajuste no salário mínimo trará impacto bilionário ao governo federal 

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA