Solução para reduzir filas no INSS tem data para ser anunciada oficialmente

Novidades sobre as filas no INSS que estão atrasando os pedidos. O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou que o governo federal irá divulgar as ações de contenção para a crise do INSS nesta quarta-feira (15). Segundo o parlamentar, está se estruturando um projeto para tentar amenizar o tempo de espera na liberação dos benefícios.

Solução para reduzir filas no INSS tem data para ser anunciada oficialmente
Solução para reduzir filas no INSS tem data para ser anunciada oficialmente

Marinho afirmou que as medidas vêm sendo trabalhadas ao longo das últimas semanas e deverão reduzir a quantidade de brasileiros em espera nas filas do INSS.

Saiba também: Novo cálculo do INSS pode reajustar valor de salário dos pensionistas

Segundo ele, a ação tem como objetivo também reduzir o número de processos judiciais em nome do instituto que vem enfrentando sérios problemas desde 2019.

“Estamos validando as propostas (para reduzir as filas do INSS) internamente e quarta-feira a gente conversa. Isso envolve orçamento, estrutura organizacional e a gente precisa ter responsabilidade. Precisamos conversar internamente para buscar respaldo técnico e jurídico”, disse o secretário.

Motivos da crise e surgimento das filas no INSS

Uma das principais causas do atraso está relacionada as modificações aprovadas pela reforma da previdência. Homologada no dia 13 de novembro, a PEC alterou as regras para a concessão dos benefícios, entretanto as mesmas ainda não foram atualizadas no sistema.

Além disso, houve também uma redução no quadro de funcionários do instituto. O governo estuda rever a situação por meio da contratação de uma empresa terceirizada que ficará responsável pelas atualizações da DataPrev, enquanto os atuais servidores trabalham na liberação dos auxílios.

Sobre a Dataprev

Trata-se de uma empresa pública responsável pela atualização dos dados de todos os aposentados e pensionistas do país.

O órgão está em débito com o INSS desde 2018, quando deu início a atualização dos cadastros dos segurados. O processo segue em aberto até hoje, dificultando ainda mais o andamento dos pedidos por parte do instituto.

Até o dia 1 de dezembro de 2019, cerca de mais de 2 milhões de brasileiros estavam com pedidos de aposentadorias e outros benefícios, como o BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a idosos e deficientes de baixa renda, em aberto.

Acredita-se que o número tenha aumentado ainda mais desde então, tendo em vista as modificações da reforma, entretanto ainda não foi feito um balanço geral com os novos dados.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Solução para reduzir filas no INSS tem data para ser anunciada oficialmente

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA