Mudanças no Bolsa Família trarão reajuste no valor e bônus impressionante

Mudanças no Bolsa Família poderão aumentar a renda de milhares de brasileiros. Desde o fim do ano passado, o Ministério da Cidadania vem anunciando possíveis alterações na aplicação do principal programa social do país. Entre as novidades, está previsto um aumento no valor dos auxílios e a criação de gratificações para modalidades especificas.

Mudanças no Bolsa Família trarão reajuste no valor e bônus impressionante
Mudanças no Bolsa Família trarão reajuste no valor e bônus impressionante

Em entrevista ao Estadão, Osmar Terra, atual ministro da cidadania, informou que está se estudando um aumento do pagamento das bolsas bases que deixarão de ser de extrema pobreza (até R$ 89 per capita) e pobreza (até R$ 178 per capita), para R$ 100 e R$ 200 respectivamente.

Leia também: Governo faz corte no Bolsa Família com desligamento de milhões

Além disso, entre as mudanças no Bolsa Família, o ministro falou também sobre os projetos de gratificação. Estes serão ofertados para famílias que tiverem crianças com um rendimento escolar anual acima da média 7.

Nesses casos, no fim do ano, os beneficiários receberão um valor extra como forma de incentivo educacional.

Segundo Osmar, a proposta prevê estimular a educação das crianças e jovens cadastradas no programa. Ele explicou que, ao estar sujeito a esse valor extra, as famílias se sentirão mais pressionadas a cobrar dos estudantes um desempenho melhor na escola.

Há também um projeto para aqueles que estiverem fazendo cursos profissionalizantes. Estes contarão com um valor extra enquanto estiver fazendo a especialização. Por fim, famílias com crianças pequenas, de zero a seis meses, também contarão com um pagamento maior.

Questionado, o ministro não repassou os valores exatos das gratificações, mas disse que estão sendo trabalhadas dentro do orçamento anual liberado para o funcionamento do Bolsa Família este ano. Ele garantiu que a quantia será considerável e capaz de propor mudanças na vida dos cadastrados.

Orçamento anual e as mudanças no Bolsa Família

Com a reformulação, o orçamento do programa ficará em torno de R$ 4,5 bilhões e contará com mais R$ 2,5 bilhões, estes destinados ao pagamento do 13º salário de 2020.

Osmar informou que em 2020 o governo atuará com foco direto nos programas sociais e que deseja propor ainda mais medidas que visem ajudar os brasileiros em situação de vulnerabilidade social.

“Botaria R$ 20 bilhões, mas não podemos perder a responsabilidade com o ajuste fiscal. Temos de garantir que todo esse processo de sucesso na economia prossiga”, disse ele.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.