Material escolar em SP tem diferença exorbitante nos preços, diz Procon

No começo do ano, além de realizar o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), alguns brasileiros ainda devem ter custos com o material escolar. Mas em São Paulo, os pais que não pesquisarem devem pagar ainda mais caro, isso por conta da oscilação nos preços. 

Material escolar em SP tem diferença exorbitante nos preços, diz Procon
Material escolar em SP tem diferença exorbitante nos preços, diz Procon

Uma pesquisa realizada pelo Procon de São Paulo, apontou que há diferença de até 333% nos preços colocados pelas lojas de material escolar.

Leia também: IPTU 2020 São Paulo: calendário é divulgado

De acordo com a pesquisa, a maior variação é no preço da borracha látex branca, da marca Faber Castell. Em uma loja o preço foi de R$2,60 e em outro por R$0,60, ou seja, uma diferença de R$2.

Os dados da pesquisa foram coletados entre os dias 9 a 11 de janeiro, de 169 itens, em oito estabelecimentos do município de São Paulo.

Entre todos os produtos pesquisados, a maior diferença foi encontrada na caneta hidrográfica Pilot 850L Junior 12 cores, que um estabelecimento estava vendendo por R$59,90 e em outro o estava vendendo por R$24,50.

Os melhores preços foram encontrados nas lojas localizadas na zona norte da capital. Depois da pesquisa realizada neste ano e no ano passado, foi constatado um aumento de 3,71% nos preços.

Por conta disso, se os paulistas quiserem economizar na compra dos materiais é preciso seguir alguns passos.

O primeiro é definir uma quantia para fazer a compra. Depois disso, olhar os materiais que foram utilizados no ano passado e que podem ser reaproveitados, como réguas, apontadores, mochilas, estojos, lapiseiras e entre outros. 

Assim é possível definir as prioridades, e fica quase improvável gastar mais que o necessário ou o que foi destinado. 

O próximo passo é preciso realizar uma pesquisa, procurando os estabelecimentos que oferecem preços menores ou até desconto nas compras. 

Evitar de levar as crianças para as compras do material escolar também é uma boa, já que elas podem se interessar por materiais que custem mais caro por conta de personagens específicos. 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Material escolar em SP tem diferença exorbitante nos preços, diz Procon

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA