IPVA e IPTU à vista valem a pena? Entenda

No começo do ano os brasileiros devem realizar o pagamento de tributos fixos que incidem sobre os seus bens. A dúvida dos contribuintes é se vale a pena pagar o IPTU à vista, imposto destinado aos donos de imóveis. E sobre a cota única do IPVA, taxa que vale sobre automóveis. 

publicidade
IPVA e IPTU à vista valem a pena? Entenda
IPVA e IPTU à vista valem a pena? Entenda
publicidade

O IPVA é um imposto estadual e os valores a serem cobrados variam de acordo com a tabela feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, mais conhecida como tabela Fipe, que determina o valor de venda do automóvel. A quantia é multiplicada pela alíquota determinada pela Secretaria Estadual da Fazenda. 

Leia também: IPTU Porto Velho 2020: pagamento em cota única tem super desconto

E o IPTU é um imposto cobrado pelos municípios brasileiros que deve ser pago por todos os cidadãos que têm um imóvel em área urbana. O imóvel pode ser uma casa, apartamento, sala comercial ou outros tipos de propriedade em área que já seja urbanizada no estado. 

O valor do IPTU varia de acordo com a cidade e o valor venal do imóvel, que é utilizado como base para o cálculo do valor a ser pago pelo contribuinte. 

O dinheiro arrecadado será investido nos serviços públicos da cidade na qual o contribuinte reside.

Antes de decidir a opção de pagamento o pagador deve levar em conta vários fatores oferecidos para a quitação da dívida. 

O primeiro é o valor de desconto que é oferecido para aqueles que realizarem o pagamento à vista.

Em São Paulo, por exemplo, o IPVA oferece desconto de 3% para quem liquidar o imposto nessa opção.

Apesar do desconto pequeno, esta é uma boa escolha para aqueles que têm uma quantia guardada ou aplicada, mesmo que na poupança. Já no IPTU, o município também oferece 3% de desconto, para quem pagar em cota única. 

A opção à vista garante que o contribuinte não esqueça do pagamento do imposto, e depois tenha que pagar multa e juros pelo atraso.

Já para aqueles que estão endividados, o parcelamento pode ajudar no equilíbrio das finanças.

Os que quiserem parcelar precisam consultar as condições oferecidas, já que as parcelas e valores variam. 

Fique atento as datas de vencimento, para não esquecer ou atrasar, pois isso gera multa e juros. Fato evitado no IPVA e IPTU á vista.

Não é recomendado que o contribuinte entre em cheque especial ou rotativo no cartão de crédito para realizar esse pagamento, pois os juros cobrados são muito altos, acima de 270% ao ano. Isso pode trazer ainda mais dívidas a quem já está inadimplente.

Para consultar os valores, formas de pagamento, datas de vencimento dos impostos é necessário entrar no site do Detran ou da Secretaria da Fazenda para o IPVA. E do IPTU é só entrar no site do município em que mora.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.