Cadastro Positivo está oficialmente aberto para consultas

Oportunidade para consultar o nome na praça. Nesse sábado (11), a gerência administrativa do Cadastro Positivo informou que os bancos, comerciantes e empresas que realizam empréstimos podem consultar a plataforma para avaliar a situação de seus clientes. O banco de dados reúne informações de pagamento de mais de 120 milhões de consumidores.

Cadastro Positivo está oficialmente aberto para consultas
Cadastro Positivo está oficialmente aberto para consultas

Nesse primeiro momento, serão avaliados aqueles que possuem vínculo com os cinco principais bancos brasileiros, sendo eles: Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Leia também: BC propõem novo feirão dos bancos e número de beneficiados surpreende

Na sequência, a consulta será liberada para outras 100 empresas, incluindo marcas de varejo, telemarketing, concessionárias de água, luz e mais.

Aqueles que terão o nome avaliado estão sendo notificados via sms, e-mail ou carta, para estarem cientes em caso de reprovação de empréstimo.

Como fazer a consulta no Cadastro Positivo

Aquele que desejar saber se está em estado de inadimplência ou não, pode consultar a própria nota e histórico financeiro por meio dos sites dos birôs de crédito autorizados pelo Banco Central (Boa Vista, Quod, Serasa e SPC).

Basta fazer um cadastro criando e-mail e senha e informar o CPF. O extrato será gerado automaticamente e o usuário poderá saber se precisa limpar o nome na praça ou não.

No caso de quem não quiser informar os dados no site, basta ir até um dos birôs de créditos presencialmente e solicitar o serviço. Além disso, é permitido a consulta da reinclusão no sistema, para os consumidores que desejam tirar o nome da lista.

Quais são as informações liberadas:

  • nota de crédito (score), utilizada pelas empresas para avaliar a capacidade de pagar o empréstimo;
  • índice de pontualidade de pagamento (quantidade de contas quitadas, vencidas ou canceladas);
  • índice de comportamento de gastos (principais gastos categorizados por tipo de crédito, como cartão, empréstimos, financiamentos, contas de consumo e outros);
  • quantidade de consultas que o CPF do consumidor tem, categorizada por segmento de empresas;
  • histórico consolidado de compromissos assumidos (que inclui valores e datas de pagamento de faturas de cartão de crédito, crediário, financiamentos e empréstimos, por exemplo), desde que tenha havido consentimento do consumidor.

É válido ressaltar que as consultas no Cadastro Positivo só serão abertas para as empresas em que o consumidor solicitou algum serviço de crédito.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Cadastro Positivo está oficialmente aberto para consultas

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA