Novas regras da Previdência paralisam pedidos e segurados reclamam

Após a aprovação e a implantação das novas regras da Previdência, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) acabou paralisando os pedidos de benefícios, principalmente de aposentadoria. O fato tem gerado polêmica na mídia, e o crescimento de reclamações entre os segurados.

Novas regras da Previdência paralisam pedidos e segurados reclamam
Novas regras da Previdência paralisam pedidos e segurados reclamam

A Reforma da Previdência entrou em vigor em novembro de 2019, depois disso muita gente passou a pedir o seu benefício no INSS, mas o instituto não tem previsão para que os novos segurados recebam o salário. 

Leia também: Veja quais serão os descontos do INSS no seu salário a partir de março

Segundo o órgão, os sistemas de concessão de benefícios da Previdência Social, estão sendo reajustados conforme as novas regras da Previdência. Já que nenhum cálculo ou definição de benefício pode ser realizado manualmente pelos servidores.

Apesar disso, o prazo de 45 dias para os pedidos de aposentadoria continuam vigorando, mas não há como cumprir por conta do sistema.

Aqueles que já possuíam direito adquirido antes da reforma ser colocada em prática, não estão sendo afetados. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Pelo menos 6 benefícios possuem maior frequência de pedidos, como: salário-maternidade, auxílio-doença, auxílio-reclusão, benefícios de Prestação Continuada (BPC) ao idoso, BPC à pessoa com deficiência e pensão especial destinada a crianças com microcefalia decorrente do Zika Vírus.

O G1 solicitou o número de pedidos realizados após a aprovação da reforma, mas de acordo com informações do INSS, eles não têm esse registro.

Em entrevista ao G1, em outubro do ano passado, o presidente do INSS, Renato Vieira, afirmou que a reforma levou os segurados a agilizarem os pedidos de aposentadoria, mesmo sem ter direito. 

Os últimos dados que foram divulgados pelo INSS, apontou que até 25 de setembro de 2019, dos 1.613.541 pedidos de aposentadoria, 713.428 foram concedidos, ou seja, 55,8%.

O Instituto ainda montou uma força-tarefa que é formada pelo órgão, pela Secretaria de Previdência e Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev). Eles têm se dedicado, a modificar seis sistemas de concessão, manutenção e pagamento de benefício.

Os segurados ainda podem realizar o pedido pelo portal ou aplicativo Meu INSS e pelo telefone 135, de segunda a sábado, de 7h às 22h.

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.