INSS busca adaptação depois de mudança histórica em seu sistema

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) segue em atualização de seu sistema. Após a aprovação da reforma da previdência, validada no dia 13 de novembro de 2019, o órgão vem encarando um processo de reconstrução em seus servidores para que os portais passem a integrar as novas regras já em validação.

INSS busca adaptação depois de mudança histórica em seu sistema
INSS busca adaptação depois de mudança histórica em seu sistema- Foto: Gustavo Roth/Folha Imagem

Estão sendo atualizados os seis sistema de concessão, manutenção e pagamento de benefícios previdenciários, sendo eles os: Prisma, Sibe, Sabi, Plenus, Sispagben e SUB.

Veja também: Revisão de benefícios do INSS precisa ser feita o quanto antes

O serviço visa incluir as novas regras e reformular o cadastro dos assegurados que agora contarão com um maior tempo de idades mínimas, pedágio e mais.

Além disso, o simulador de aposentadoria disponível por meio do Meu INSS, também está passando por reajuste. O portal precisará dispor de uma nova base de dados para poder guardar as informações de todos os contribuintes.

Segundo o instituto, as atualizações contemplarão também pensões e auxílios.

Estão habilitados para operação os sistemas para concessão de salário-maternidade, auxílio-doença, auxílio-reclusão, benefícios de prestação continuada ao idoso e à pessoa com deficiência e a pensão especial destinada a crianças com microcefalia decorrente do Zika Vírus”, informou por nota.

Atualmente, os benefícios citados equivalem a mais de 50% de toda a demanda de segurados recebida diariamente pelo INSS.

A gestão administrativa do Instituto garantiu que a revisão de funcionamento proporcionará uma melhora no atendimento e eficácia dos serviços, entretanto não impactarão de forma negativa na análise dos requerimentos. Isto é, os pedidos feitos antes da reforma seguem normalmente.

Reclamações dos segurados do INSS

Desde o mês de dezembro, após a validação da reforma, o instituto vem recebendo inúmeras queixas referentes ao funcionamento de seus serviços.

Aposentados e pensionistas informam que os portais online não estão funcionando, impedindo e atrasando a solicitação de benefícios.

Além disso, foram registradas também reclamações nas unidades físicas. Uma reportagem do portal UOL mostrou que, em São Paulo, os funcionários do INSS não foram preparados para a aplicação das novas regras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.