Benefícios do INSS para 2020: o que muda para esse novo ano?

Novo ano e também novos valores e regras de funcionamento no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A partir deste mês, os assegurados precisarão encarar as regras aprovadas pela reforma da previdência, que influenciará diretamente na liberação dos benefícios do INSS. Além disso, a mudança do salário mínimo modificará os valores dos mesmos.

Benefícios do INSS para 2020: o que muda para esse novo ano?
Benefícios do INSS para 2020: o que muda para esse novo ano?

Aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro, o novo salário mínimo é de R$ 1.039 e será aplicado para poder definir o piso das aposentadorias. Agora, obrigatoriamente, eles deverão ter o mesmo valor.

Leia também: Pensionistas do INSS podem usar recurso contra oferta de consignado

Em demais benefícios do INSS, como pensões, maternidade, doença, entre outros, os depósitos com o salário corrigido deverão ser feitos a partir do dia 27 de janeiro.

Todos os pagamentos passarão por reajustes e os valores variam de acordo com as condições de cada modalidade.

Pedido dos benefícios do INSS

Outra mudança será na forma de pedir o benefício, agora os registros serão solicitados via aplicativo do INSS que já está disponível para todos os cadastrados. Ao todo, os 96 serviços deverão ser solicitados de forma digital ou por ligação no 135.

Para 2020, o instituto está passando por diversas reformulações tecnológicas que segundo o presidente, Renato Vieira, terá como objetivo otimizar e agilizar o atendimento e liberação de pagamento.

Revisão da vida toda

No caso da revisão da vida toda, as mudanças estão associadas ao valor liberado pelo INSS. Os trabalhadores poderão solicitar uma revisão com base nos salários de contribuição anteriores a 1994, tendo um acréscimo na aposentadoria.

Têm acesso ao benefício aqueles que prestarem serviço no tempo citado. Entretanto, o prazo máximo de solicitação é de até 10 anos após dar entrada na aposentadoria.

Isso significa que os trabalhadores que se aposentaram no ano 2000 já não podem mais solicitar o recurso. O pagamento poderá ser até seis vezes maior, caso a revisão seja aprovada.

Piso e teto

Por fim, houve mudanças também no teto da previdência, que agora será de $ 6.032,73. Em 2019, o pagamento máximo foi de R$ 5.839,45, porém com a aprovação da proposta de Orçamento para 2020, o valor foi reajustado.

Já o piso do INSS deve seguir o valor do salário mínimo, que apresentou um reajuste de 3,31% apenas pela inflação.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Benefícios do INSS para 2020: o que muda para esse novo ano?

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA