IPVA SP 2020: 1° parcela com desconto deve ser paga na próxima semana

Os paulistas com os veículos que têm as placas com os números finais 1 e 2 terão até a próxima semana para realizar o pagamento da primeira parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA SP 2020).

IPVA SP 2020: 1° parcela com desconto deve ser paga na próxima semana
IPVA SP 2020: 1° parcela com desconto deve ser paga na próxima semana

O IPVA é um imposto Estadual, e por isso suas datas e seus valores variam de um estado para outro.

Leia também: Calendário IPVA 2020: veja o que foi liberado nos principais estados

O valor é determinado com base na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, mais conhecida como tabela Fipe, que leva em consideração algumas características dos veículos como marca, modelo e ano de fabricação.

No estado de São Paulo, os condutores que realizarem o pagamento do imposto em cota única, neste mês de janeiro, terão um desconto de até 3% no valor. 

Os proprietários podem ainda realizar o parcelamento do tributo, os pagamentos devem ser realizados em janeiro, fevereiro e março. As datas são definidas conforme o final da placa do veículo. 

O pagamento em cota única pode ser feito em fevereiro, mas essa será paga sem nenhum desconto. 

A data para quitar a primeira parcela do IPVA SP 2020 ou da cota única com desconto, vai até 22 de janeiro.

Os cronogramas são diferentes para caminhões e para os automóveis, caminhonetes, ônibus, micro-ônibus e motos.

Calendário IPVA SP 2020

Os contribuintes podem realizar, a partir desta quinta-feira (2), o licenciamento antecipado independentemente do número final do veículo.

Os valores do imposto podem ser consultados de diversas formas como nos terminais de autoatendimento, pela internet, nas agências ou no site da Fazenda.

Para isso é necessário que o contribuinte informe o número do Renavam de seu carro. Alguns são isentos como os taxistas, veículos de pessoas com deficiência, veículos com mais de 20 anos, veículos oficiais, de igrejas e outros. 

Vale lembrar que há consequências em ficar inadimplente, como não conseguir licenciar o veículo, a isso, são somados multas e juros. 

Além do mais, caso o motorista seja parado por alguma autoridade e não estiver com o IPVA em dia, o carro pode ser apreendido. 

O proprietário ainda tem o seu nome inscrito em dívida ativa, assim, não poderá solicitar crédito nos bancos.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.