IPTU 2020 não é o único tributo que recebeu reajuste em Uberlândia; veja!

Nesta segunda-feira (30), os mineiros tiveram uma notícia não tão boa. O governo da cidade de Uberlândia publicou que o Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU 2020), não seria o único a sofrer reajuste em seu valor. 

IPTU 2020 não é o único tributo que recebeu reajuste em Uberlândia; veja!
IPTU 2020 não é o único tributo que recebeu reajuste em Uberlândia; veja!

De acordo com a publicação serão reajustadas as taxas de água e de coleta de lixo, fora o IPTU 2020. 

A cobrança foi reajustada pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) que é responsável pelas tarifas e pelos serviços que são executados no município. 

Leia também: IPTU BH 2020: APP e site abrem página para impressão do boleto

O valor a ser cobrado na conta de água foi aprovada pelo Comitê Técnico de Regulação dos Serviços Municipais de Saneamento Básico (Cresan) e sancionado em decreto pelo prefeito Odelmo Leão. 

Essa taxa aumentou em 3,37%, o seu cálculo feito utilizando como base a variação do  Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que é divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O valor corresponde ao acumulado de dezembro de 2018 a novembro 2019.

Essa elevação atinge o consumo de água e o sistema de esgoto, porém, as famílias que atendem às exigências do Fundo Social Residencial continuam isentas da cobrança das tarifas. 

O reajuste entrará em vigor apenas em 20 de fevereiro, até lá os contribuintes poderão se organizar para desembolsar esse dinheiro.

Outros tributos que sofreram aumento no município foram a taxa de lixo e o IPTU, que neste ano serão 3,42% à mais. Atualmente, 400 mil imóveis serão taxados, com isso a expectativa da prefeitura é arrecadar cerca de R$100 milhões com o tributo.

A nova cobrança passou a valer desde o primeiro dia do ano, ou seja, dia 1º de janeiro. Vale lembrar que a taxa de coleta de lixo, é cobrada em conjunto com a conta de água.

Já o IPTU 2020 tem um boleto próprio, que está sendo entregue pela prefeitura. O imposto tem a sua data de vencimento em abril.

Vale lembrar que o valor do IPTU varia de acordo com a cidade e o valor venal do imóvel, que é utilizado como base para o cálculo. 

Apesar desse aumento no município, os contribuintes precisam realizar o pagamento do IPTU, pois se ficar em dívida terá o acréscimo de multa e de juros, pelo período de inadimplência. 

O contribuinte também não conseguirá realizar a negociação do imóvel ou colocá-lo à venda. Alguns imóveis chegam a ir a leilão para que a prefeitura receba esse dinheiro.

O nome do proprietário é colocado em dívida ativa e a solicitação de crédito em bancos têm muitas chances de ser negada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.