Valor do Bolsa Família pode aumentar alterando o cadastro; aprenda a subir seu limite 

Os beneficiários do programa podem aumentar o valor do Bolsa Família. Isso se fizerem algumas modificações em seus cadastros. Aprenda como subir o seu limite. 

Valor do Bolsa Família pode aumentar? Aprenda a subir seu limite 
Valor do Bolsa Família pode aumentar? Aprenda a subir seu limite

O Bolsa Família é um benefício que foi criado no ano de 2003 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após Lula propor a junção de outros auxílios para compor o programa.

O objetivo é fazer uma transferência de renda e atender as famílias que se encontram em situação de extrema pobreza e de pobreza por todo o país.

Veja também: Governo antecipa FGTS e Bolsa Família para vítimas das chuvas em MG e ES; veja como receber

O valor do Bolsa Família varia de acordo com o número de pessoas, idades e a renda da família beneficiada. 

O benefício básico é pago para aos inscritos no Cadastro Único cuja renda mensal seja de até R$89,00 por pessoas ou de até R$178.

Como aumentar o valor do Bolsa Família

Caso na família tenha alguma criança ou adolescente de 0 a 15 anos, é possível adicionar à quantia básica de R$89,00 o valor de R$41 reais por criança. 

Porém, para receber o dinheiro, as famílias devem manter a frequência escolar e a carteira de vacinação dos pequenos em dia. 

Outra forma de aumentar o pagamento recebido é o cadastro de integrantes gestantes da família, o benefício pago será de R$41 por pessoa grávida. São repassadas pelo governo nove parcelas mensais. 

O adicional só será concedido caso a gravidez seja identificada pela área da saúde, isso acontece pois a informação será inserida pela área no sistema do programa. 

Mas para receber é preciso que a gestante faça o acompanhamento, isto é, o pré natal na rede pública.

As famílias que possuírem crianças de 0 a 6 meses em sua composição podem adicionar outros R$41 mensais. O pagamento é para reforçar a alimentação do bebê, mesmo que ele não more com a mãe. 

Serão pagas 6 parcelas, uma a cada mês, o bebê deverá ser inserido no Cadastro Único até ele completar o sexto mês.

As famílias devem ficar atentas às obrigações a serem seguidas, pois o não cumprimento delas pode causar o bloqueio do benefício.   

O Ministério do Desenvolvimento Social permite o acúmulo de cinco benefício variáveis, além do fixo. Por isso, todos os membros da família precisam estar devidamente cadastrados para ter direito aos adicionais.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Valor do Bolsa Família pode aumentar alterando o cadastro; aprenda a subir seu limite 

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA