Crédito imobiliário usando fundo da poupança tem alto crescimento

Quem deseja solicitar um crédito imobiliário pela poupança deve ficar atento, pois os números estão positivos. Durante o mês de novembro a modalidade apresentou o melhor resultado do ano, com uma liberação de R$ 7,78 bilhões. O aumento foi de 59,6% em comparação ao mesmo período em 2018, confirmando a recuperação do setor.

Crédito imobiliário usando fundo da poupança tem alto crescimento
Crédito imobiliário usando fundo da poupança tem alto crescimento

Tais dados comprovam que o mês de novembro foi o melhor para o financiamento imobiliário desde maio de 2015, época de uma das piores crises do serviço.

Somente em 2018, foram financiados mais de 28,9 mil unidades nas modalidades construção e aquisição.

Leia também: Poupança tem rendimento histórico e incerto para 2020

O número apresentou uma queda de 2,5% em relação a outubro, mas também teve um crescimento de 46,3% se comparado com novembro do ano passado.

Demanda de crédito imobiliário nas instituições financeiras:

  • Caixa Econômica Federal

Nesse ano, a Caixa Econômica Federal contou com mais de R$ 22,813 bilhões de financiamento para construção e compra de imóveis. Os números representam os gastos de janeiro até novembro e equivalem a uma participação de mercado de 32,6%.

  • Bradesco

Já o Bradesco, foi a segunda instituição financeira que mais forneceu o serviço, ficando em segundo lugar. Ao todo, foram liberados cerca de R$ 16,206 bilhões (23,1%) também para construção e aquisição de imóveis.

  • Itaú

Em terceiro colocado, esteve o Itaú Unibanco, responsável pelo financiamento de R$ 14,796 bilhões (21,1%).

Apesar do crescimento do serviço, o setor ainda precisou lidar com uma queda na competitividade da poupança.

De janeiro até novembro desse ano, a caderneta apresentou saques líquidos de R$ 1,2 bilhão. Se comparado ao ano passado, os valores tiveram uma redução considerável, tendo em vista que a captação líquida foi positiva em R$ 3,05 bilhões.

Demais modalidades de financiamento

Uma opção que também vem sofrendo modificações no mercando de crédito imobiliário é o programa Minha Casa Minha Vida.

Desenvolvido e administrado pelo governo federal, o projeto passará por reformas em 2020 e permitirá que seus cadastrados possam comprar imóveis prontos ou selecionar a empresa responsável pelas obras.

Até então, a construção acontecia por meio de contratos do governo com empreiteiras responsáveis pelo planejamento e execução dos condomínios imobiliários. Agora, o brasileiro terá maior liberdade para definir os detalhes de sua residencia.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Crédito imobiliário usando fundo da poupança tem alto crescimento

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA