Poupança tem rendimento histórico e incerto para 2020

Quem desejar investir na poupança em 2020 precisará ficar atento. Segundo um cálculo realizado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a rentabilidade de caderneta da poupança será ainda menos atrativo para os brasileiros.

Poupança tem rendimento histórico e incerto para 2020
Poupança tem rendimento histórico e incerto para 2020

O motivo da queda deve ser relacionado a nova taxa básica de juros que agora está em um piso histórico de 4,5% ao ano.

Com a Selic abaixo de 8,5%, a correção anual do investimento passará a ser limitada a um percentual de 70% dos juros básicos mais a Taxa Referencial (TR, que está em zero desde 2017).

Leia também: Poupança soma R$2,42 bi em depósitos no mês de novembro

A pesquisa mostrou que graças a tais estatísticas, a poupança só está rendendo apenas 0,26% ao mês e 3,15% ano. Tornando o valor do investimento descoberto em 2020.

Espera-se que a IPCA esteja em 3,6% e que a Selic em dezembro do próximo ano seja de 4,5%, fazendo a poupança ter um investimento negativo de 0,43%.

Segundo a Economatica, essa é uma das maiores baixas da história. A pesquisa afirma que desde 2015 não houve um ganho real no acumulado da caderneta de investimentos.

Simulação de perda e cálculo

No ano que vem, quem realizar os depósitos não contará com lucros incríveis e poderá ter prejuízos. Professor da FGV, Fábio Gallo, mostrou que ao investir R$ 1 mil, o cidadão terá um saque, após 12 meses, de R$ 1.031,50.

Entretanto, a quantia será reduzida para R$ 994,37 por causa da inflação projetada, resultando em uma perda de R$ 5,63.

“Ninguém gosta de saber que, descontada, a inflação, vai estar perdendo, mas também é errado falar que não vale nada investir na poupança. A renda fixa tem que ser vista como parte da carteira para reduzir o risco”, pontuou.

Os investidores com mais experiência no mercado ressaltam que esse é um momento para arriscar em outros tipos de serviço e que é preciso ficar atento para não perder dinheiro. E dizem que a poupança deve ser vista como uma reserva de curto prazo, não precisa necessariamente ser descartada.

Para quem a poupança ainda vale a pena?

  • Para aqueles que guardam dinheiro em casa;
  • Pessoas com pouco dinheiro e que conseguem economizar apenas pequenas quantias a cada mês;
  • Para quem busca aplicações com possibilidade de resgate de curto prazo, daqui a alguns meses;
  • Para quem quer ter um “fundo de reserva” para emergências, já que o dinheiro pode ser sacado a qualquer momento;
  • Para investimentos mantidos na chamada poupança antiga (depósitos realizados até maio de 2012), cujo rendimento permanece em 6,17% ao ano.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Poupança tem rendimento histórico e incerto para 2020

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA