Queda na taxa de desemprego mostra índice animador

O número de desempregados em todo o Brasil nos últimos anos tem alcançado índices surpreendentes, passando dos quatorze milhões. Em ultima análise apontada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), a taxa de desemprego foi de 11,2% do período de setembro a novembro deste ano.

Queda no desemprego mostra índice animador
Queda no desemprego mostra índice animador

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última sexta-feira (27). O resultado foi o menor quando comparado ao registrado no trimestre móvel de junho a agosto, quando apresentou o total 11,8%, e menor do que no mesmo período do ano passado registrando 11,6%.

Leia também: Seguro desemprego vai receber nova proposta na MP Verde e Amarelo

Ainda de acordo com o Instituto, a população desempregada, aquela formada por pessoas que procuraram emprego, foi de 11,9 milhões. O número representa 5,6% abaixo do trimestre encerrado em agosto. Já comparado ao período do ano passado igual a este, o número de desempregados é 2,5% menor.

A pesquisa ainda pontou o número de pessoas ocupadas, ou seja com emprego, e foi registrado 99,4 milhões nos meses de setembro a novembro de 2019.

O total representa novo recorde da série histórica, com o aumento de 0,8% frente ao trimestre imediatamente anterior. E quando comparado ao mesmo período de 2018, o total de empregados cresceu 1,6%.

Outros dados foram apresentados na pesquisa como o rendimento médio real dos trabalhadores durante o período. Para este indicador, o crescimento foi de 1,1%, o que equivale a R$ 2.332, frente aos três meses anteriores. Já quando comparado ao ano passado, em que a renda estava por volta de R$ 2.305, a alta foi de 1,2%.

A mão de obra considerada desperdiçada é classificada pela pesquisa como trabalhadores subutilizados. Nesta categoria o índice recuou 4,2% no trimestre móvel até novembro, frente aos três meses anteriores, para 26,6 milhões de pessoas,

A taxa de subutilização era de 23,3% no trimestre móvel até novembro, considerado a baixa frente aos 24,3% do trimestre móvel encerrado em agosto deste ano.

Os trabalhadores desalentos, aqueles que não estão empregado e nem procurando emprego, mas aceitaria uma vaga se alguém oferecesse a ele, apresentou um número estável no trimestre móvel até novembro, quando comparado ao último trimestre da pesquisa. Em suma, totaliza 4,7 milhões de pessoas, segundo o IBGE.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.