Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020

Brasileiros poderão ter contas de energia mais baratas em 2020. A partir do dia 1 de janeiro, uma nova medida passará a entrar em vigor na hora de calcular o valor total do consumo elétrico. Intitulada de Tarifa Branca, a ação reduzirá o preço da conta de luz, considerando a energia gasta fora do horário de pico.

Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020
Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020

O projeto existe desde 2018, mas até então só podia ser usufruído por pessoas com um consumo acima de 500 kW/h.

Veja também: Negociar dívidas com os bancos até esse mês traz vantagens

Aqueles que usavam a partir de 250 kW/h começaram a ser beneficiados no começo desse ano e agora o desconto vai valer para todas as unidades consumidoras de energia na baixa tensão, como residências, comércios e pequenas indústrias.

Os únicos não contemplados serão os consumidores residenciais cadastrados na subclasse de baixa renda, pois já possuem condições e cobranças diferenciadas dos demais.

Como funcionará a nova conta de luz

O valor da tarifa branca vai variar de acordo com o dia e hora da semana. Nos dias úteis, o preço da energia será dividido em momentos e cobranças distintos, sendo estes:

A tarifa vermelha: a mais cara de todas, será aplicada no horário de pico (entre 17h e 21h) e em parte da noite. Antes e depois de entrar em funcionamento, será aplicada a bandeira amarela, segunda mais cara.

A tarifa verde: aplicada fora do horário de pico, tem um preço mais baixo. Nos finais de semana e feriados, por exemplo, os usuários mesmo em casa não precisarão se preocupar com o consumo tendo em vista que o valor será reduzido.

As cobranças aplicadas para cada horário variam de acordo com a região e o período é determinado pelas distribuidoras e aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Como aderir?

Para poder começar a ser contemplado com a tarifa branca na sua conta de luz é preciso informar a distribuidora de sua região a partir de janeiro.

Ao solicitar um pedido será instalado um novo tipo de medidor que contabilizará o consumo para as diferentes faixas horárias.

Juliana Rios, da CAS Tecnologia, afirma que antes de aceitar a modalidade é preciso levar em consideração a rotina da casa.

“Os consumidores precisarão analisar se a adesão à nova forma de cobrança é vantajosa, porque será preciso alterar muitos hábitos de toda a família, como usar os eletrodomésticos em horários diferentes – principalmente o chuveiro elétrico, que consome mais energia”, explica.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA