Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020

Brasileiros poderão ter contas de energia mais baratas em 2020. A partir do dia 1 de janeiro, uma nova medida passará a entrar em vigor na hora de calcular o valor total do consumo elétrico. Intitulada de Tarifa Branca, a ação reduzirá o preço da conta de luz, considerando a energia gasta fora do horário de pico.

publicidade
Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020
Conta de luz vai ganhar bandeira tarifária mais flexível em 2020

O projeto existe desde 2018, mas até então só podia ser usufruído por pessoas com um consumo acima de 500 kW/h.

Veja também: Negociar dívidas com os bancos até esse mês traz vantagens

publicidade

Aqueles que usavam a partir de 250 kW/h começaram a ser beneficiados no começo desse ano e agora o desconto vai valer para todas as unidades consumidoras de energia na baixa tensão, como residências, comércios e pequenas indústrias.

Os únicos não contemplados serão os consumidores residenciais cadastrados na subclasse de baixa renda, pois já possuem condições e cobranças diferenciadas dos demais.

Como funcionará a nova conta de luz

O valor da tarifa branca vai variar de acordo com o dia e hora da semana. Nos dias úteis, o preço da energia será dividido em momentos e cobranças distintos, sendo estes:

A tarifa vermelha: a mais cara de todas, será aplicada no horário de pico (entre 17h e 21h) e em parte da noite. Antes e depois de entrar em funcionamento, será aplicada a bandeira amarela, segunda mais cara.

A tarifa verde: aplicada fora do horário de pico, tem um preço mais baixo. Nos finais de semana e feriados, por exemplo, os usuários mesmo em casa não precisarão se preocupar com o consumo tendo em vista que o valor será reduzido.

As cobranças aplicadas para cada horário variam de acordo com a região e o período é determinado pelas distribuidoras e aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

publicidade

Como aderir?

Para poder começar a ser contemplado com a tarifa branca na sua conta de luz é preciso informar a distribuidora de sua região a partir de janeiro.

Ao solicitar um pedido será instalado um novo tipo de medidor que contabilizará o consumo para as diferentes faixas horárias.

Juliana Rios, da CAS Tecnologia, afirma que antes de aceitar a modalidade é preciso levar em consideração a rotina da casa.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

“Os consumidores precisarão analisar se a adesão à nova forma de cobrança é vantajosa, porque será preciso alterar muitos hábitos de toda a família, como usar os eletrodomésticos em horários diferentes – principalmente o chuveiro elétrico, que consome mais energia”, explica.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!