Abono PIS/PASEP vai finalizar o calendário no próximo ano

O abono salarial PIS/PASEP iniciou o pagamento no mês de julho de 2019. No entanto, o calendário vai finalizar os depósitos apenas no próximo ano. Confirme foi previsto inicialmente.

Abono PIS/PASEP vai finalizar o calendário no próximo ano
Abono PIS/PASEP vai finalizar o calendário no próximo ano

O calendário do PIS, que é pago para os trabalhadores de empresas privadas, segue o mês de nascimento dos trabalhadores.

Acesse também: Abono salarial para nascidos em dezembro é liberado

Quem nasceu entre julho e dezembro já realizou o saque do seu dinheiro ainda em 2019. Já os trabalhadores que nasceram entre os meses de janeiro a junho poderão sacar o abono no próximo ano. 

Veja as datas para realizar o saque do abono para PIS:

Já o calendário do PASEP, que é pago para os funcionários públicos, utilizam para a realização do pagamento o número final de inscrição. Este número fica impresso no cartão de saque. 

Confira o calendário para o saque do abono para PASEP:

Os trabalhadores que têm número final de inscrição de 0 a 4 já receberão o seu pagamento. Já os trabalhadores que têm o número de inscrição de 5 a 9 terão o dinheiro disponível para a realização de saque no próximo ano.

Todos aqueles que recebem o abono PIS/PASEP terão um prazo até 30 de junho de 2020 para sacar seu benefício no banco. Caso contrário, o valor retorna ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O abono salarial PIS/Pasep é pago aos funcionários de empresas privadas e para os funcionários públicos, respectivamente. Destinado a pessoas de baixa renda, ele é considerado um 14º salário ao trabalhador.

Os brasileiros que têm direito a receber o benefício devem ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano de 2018, ano base para contagem. 

Além disso, o trabalhador precisa ter ganho no máximo dois salários mínimos por mês durante o período em que trabalhou.

Também é necessário estar inscrito no PIS há pelo menos cinco anos e a empresa deve ter informado os dados do trabalhador de forma correta ao governo brasileiro.

O valor a ser recebido é proporcional ao período de atuação registrado durante o ano. Caso o beneficiado tenha trabalhado por 12 meses, ou seja, um ano, ele terá direito de receber um salário mínimo que hoje é de R$998. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.