Preço do gás de cozinha vai subir mais uma vez esse ano

Brasileiros verão o preço do gás de cozinha ainda mais caro em 2020. Nessa sexta-feira (27), a Petrobras anunciou que irá aumentar em 5% o valor de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP). O reajuste será aplicado para todos os tipos, seja industrial ou comercial e deixará o botijão domestico com um preço médio de R$ 80.

Preço do gás de cozinha vai subir mais uma vez esse ano
Preço do gás de cozinha vai subir mais uma vez esse ano

O acréscimo afetará os vasilhames de 20 kg, 45 kg e acima de 90 kg, incluindo a granel, proporcionando um impacto entre 2% e 3% no bolso do consumidor.

Segundo especialistas, desde o mês de janeiro o GPL residencial dos vasilhames de 13kg tiveram um reajuste de elevação de 10% nas refinarias da Petrobras. Já para a versão industrial e comercial, até novembro, houve uma queda na mesma porcentagem.

Acesse também: Valor do etanol chega a marca impressionante

Segundo a ANP, em janeiro o preço do gás no Botijão de 13kg foi comercializado por R$69,15. Em outubro o valor chegou a R$ 68,77, o que significa uma queda de 0,5% no mesmo período em que subiu cerca de 5% na refinaria.

Sérgio Bandeira de Mello, presidente do Sindigás, alegou que “houve uma redução de 1% no consumo de GLP na comparação entre novembro de 2018 e o mês passado, sendo que somente o consumo do GLP residencial teve uma queda de 1,4%”, explicou.

Até o mês de novembro, os valores entre o GPL comercial e industrial eram determinados de formas distintas.

A Petrobras anunciou também a elevação de 3% no preço do diesel. A medida entrou em vigor no dia 21 de dezembro e ainda não tem seu impacto financeiro calculado.

O último reajuste tinha sido feito ainda no mês de novembro, no dia 4. Já a gasolina segue sem modificações.

Apesar dos acréscimos, não se sabe exatamente se a elevação afetará o bolso do consumidor. O valor final de venda depende não só das taxas da Petrobras, como também dos impostos, margens de distribuição e mistura de bicombustíveis.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.