Novas alíquotas do INSS vão mudar salário do trabalhador

Aprovada no mês de novembro, a reforma da Previdência mudará a renda de milhares de trabalhadores brasileiros. Sejam eles de empresas privadas ou servidores públicos, aposentados ou não, todos serão impactados de alguma forma com o texto do projeto. Entre as modificações gerais, o valor das alíquotas do INSS reajustará o salário dos assegurados.

Novas alíquotas do INSS vão mudar salário do trabalhador
Novas alíquotas do INSS vão mudar salário do trabalhador

Além de propor modificações nos planos de carreira, tempo de aposentadoria, pensões e mais, a reforma modificará também o valor das alíquotas do INSS que agora passarão a ser progressivas. Isso significa que, aquele que tiver um salário maior, precisará pagar ainda mais.

Leia também: Auxílio doença do INSS é principal alvo do pente fino

Os reajustes só passarão a ser aplicados a partir de março de 2020 e incidirão sobre cada faixa de remuneração. Agora, por exemplo, o trabalhador que ganha exatamente o teto do RGPS (R$ 5.839,35) pagará uma alíquota efetiva total de 11,69%.

Confira as novas alíquotas do INSS:

Para o RGPS

  • Até um salário mínimo: 7,5%
  • Entre um salário mínimo e R$ 2 mil: 9%
  • Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: 12%
  • Entre R$ 3 mil e o teto do RGPS: 14%

Para servidores públicos federais no RPPS da União

  • Até um salário mínimo: 7,5%
  • Entre um salário mínimo e R$ 2 mil: 9%
  • Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: 12%
  • Entre R$ 3 mil e o teto do RGPS: 14%
  • Entre o teto do RGPS e R$ 10 mil: 14,5%
  • Entre R$ 10 mil e R$ 20 mil: 16,5%
  • Entre R$ 20 mil e o teto constitucional: 19%
  • Acima do teto constitucional: 22%

Sobre a reforma da Previdência

Ela é considerada o principal projeto do governo de Jair Bolsonaro e foi nomeada como uma “reestruturação histórica” pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

Segundo dados do ministério da economia, sua aplicação vai gerar uma diminuição de gastos de R$ 800 bilhões aos cofres da União nos próximos 10 anos.

As mudanças entraram em vigor a partir da publicação da emenda constitucional nº 103 no Diário Oficial da União, feita no dia 13 de novembro de 2019. As novas regras valem para segurados do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) da União.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Novas alíquotas do INSS vão mudar salário do trabalhador

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA