Bolsa Família: prazo para acompanhamento de saúde está próximo de acabar

Cadastrados no Bolsa Família precisam ficar atentos aos prazos para realizar os acompanhamentos médicos. O programa exige que as famílias beneficiadas tenham uma frequência médica de modo que possa registrar a situação de saúde de cada parente. Em Fortaleza, capital do Ceará, os cadastrados têm até o dia 3 de janeiro de 2020 para comparecer em um posto de saúde.

publicidade
Bolsa Família: prazo para acompanhamento de saúde está próximo de acabar
Bolsa Família: prazo para acompanhamento de saúde está próximo de acabar

Aqueles que não atualizarem as informações estarão sujeitos ao desligamento do programa, já que o laudo médico é uma das obrigatoriedades para poder receber os auxílios. Devem fazer os exames as crianças, adolescentes, recém nascidos e gestantes.

Acesse também: Governo prevê corte de gastos sociais, e incluí o Bolsa Família

publicidade

Ao todo, a capital do Ceará conta com mais de 113 postos de atendimento. Para poder ser consultado, basta apresentar o RG, cartão do Bolsa Família, cartão do Número de Identificação Social (NIS) e cartão da Condicionalidade do Programa Bolsa Família exclusivo do município.

Segundo o Ministério da Cidadania, Fortaleza contabiliza 202.815 famílias cadastradas no Bolsa Família. A quantia equivale a aproximadamente 19,53% da população total da região. São cerca de 99.371 famílias localizadas em situação de extrema pobreza.

Acompanhamento médico no Bolsa Família

Os exames de rotina devem ser realizados em todo o território nacional. A partir deles, o Ministério da Cidadania consegue ter noção de como está o desenvolvimento de saúde de cada cadastrado.

No caso de crianças e adolescentes, por exemplo, os dados servem como base para a criação de outros programas e auxílios que visem reduzir o número de doenças.

Mulheres grávidas precisam também fazer todo o pré-natal em uma unidade de saúde. Para poder ter acesso aos auxílios, é preciso ser acompanhada durante a gestação e também registrar o recém nascido para que ele seja contemplado.

Demais exigências

Além do acompanhamento médico, o programa exige também assiduidade escolar das crianças e adolescentes que precisam estar matriculadas em alguma escola pública.

publicidade

Eles devem ter uma participação mínima em 75% das aulas e em caso de faltas é necessário justificar a diretoria do centro de ensino.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quando detectada a falta de uma dessas obrigatoriedades, o programa emite um comunicado a família de modo que ela possa justificar tal situação. Caso se repita, poderá resultar no desligamento e cancelamento das bolsas.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!