Carteira digital “focada” nos baladeiros é sucesso no mercado

Já pensou em conseguir fazer reservas no seu bar ou restaurante favorito, obter descontos e até mesmo a isenção de pagamento por meio de uma carteira digital? Essa é a novidade apresentada pelo FunBank, que permite aos seus usuários a solicitação de serviços de baladas por meio do próprio celular.

Carteira digital
Carteira digital “focada” nos baladeiros é sucesso no mercado
publicidade

A ferramenta deixa que seus clientes façam reservas, paguem ingressos, encerrem comandas e até solicitem serviço de manobrista pelo próprio aplicativo. Quanto mais ativo for, poderá subir de status e ganhar condições e ofertas ainda melhores.

Para poder ter acesso, é preciso que o titular dos cartões FunBank seja convidado por um amigo que já é membro da comunidade. Conforme for utilizando o serviço, vai alcançando outros patamares dentro da carteira digital.

Leia também: Cartão de débito NuConta faz parceria com Uber e Ifood

O serviço é parecido com um programa de milhagens, por exemplo, só que no lugar de passagens aéreas e hotéis, ele ganha direito a drinks, ingressos para shows, restaurantes e mais.

No caso de bares e restaurantes, os cadastrados na plataforma terão uma espécie de portfólio geradas, de modo que os estabelecimentos saibam seus gostos e consigam atender suas expectativas.

Essa parceria entre a plataforma e os empreendimentos poderá resultar em ofertas mais eficazes, mimos, ações promocionais e demais atividades que proporcionem no cliente um desejo de retornar ao bar ou restaurante.

“O intuito é fazer com que os frequentadores voltem cada mais”, explicou Michel Cezar, presidente do FunBank.

Segundo Rafael Pimenta, , cofundador da BTX Digital, empresa que desenvolveu as bases para o novo “banco digital”, o serviço tem tudo para ser um sucesso no mercado.

Ele defende que está buscando um público ativo que apresenta uma utilização considerável dos cartões e ao ser beneficiado fará ainda mais proveito.

“Para os clientes diamond, vamos oferecer entrada VIP (sem fila) nas boates e uma vaga no estacionamento da balada (ou noitada, como se diz no Rio de Janeiro)”, explicou.

Segundo Pimenta, atualmente o Brasil conta com mais de 1 milhão de estabelecimentos que trabalham com entretenimento. Ele explica que o gasto médio por pessoa fica entre 70 e 125 reais por noite. A expectativa é alcançar 500 mil cadastrados na carteira digital em 2020.

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.