Presidente discursa sobre isenção no IRPF e anima contribuintes

Mudanças no Imposto de Renda? Nesse sábado (21), em entrevista no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre possíveis adaptações na prestação de contas do Imposto. Segundo ele, está sendo estudando um aumento na faixa de isenção do IRPF que poderá ser de até R$ 3 mil em 2020.

Presidente discursa sobre isenção no IRPF e anima contribuintes
Presidente discursa sobre isenção no IRPF e anima contribuintes

Atualmente, estão livres do imposto aqueles que possuem um salário de até R$ 1.903,98 mensais. Caso a ação defendida pelo presidente seja aprovada, quem ganha até R$ 3 mil ganhará isenção do IRPF.

Leia também: Imposto de Renda 2020: quem deve declarar?

Tal decisão refletirá diretamente no orçamento da Receita Federal, tendo em vista os milhares de brasileiros que passarão a deixar de contribuir.

“É opinião minha. O Tostes (José Barroso Tostes Neto, secretário-especial da Receita Federal) que faz as projeções”, afirmou Bolsonaro.

Segundo ele, quem paga o IR nessa faixa recupera o valor após o recebimento das restituições e ao tornar o grupo isento o governo estaria evitando maiores gastos com tais pagamentos. “Você pode evitar essa mão de obra enorme para a Receita”, disse.

Bolsonaro defendeu ainda que, em sua opinião, o imposto só deveria ser cobrado para quem tem uma renda mensal acima de R$ 5 mil. Porém, sabe que o impacto econômico será muito grande e causaria buracos nos cofres públicos.

O Imposto é uma das maiores fontes do governo federal. Aplicado anualmente, o tributo precisa ser pago por todos os brasileiros com a renda mínima de R$ 1.903,98 (atualmente).

Os valores variam de acordo com as despesas de cada um que precisa prestar conta de toda a entrada e saída de dinheiro ao longo do último ano.

A prestação acontece por meio da declaração do IR, feita e enviada para a Receita Federal pelo seu portal online.

Nela, é preciso ter registrado as despesas escolares, médicas, domésticas, cartões de crédito, funcionários, etc. E também todo o dinheiro depositado na conta do contribuinte.

Caso os valores não batam com o que foi contabilizado pela receita, o titular entra na chamada “malha fina” e precisará prestar conta da quantia omitida. Após a aprovação, a depender do quanto foi contribuído, é recebido uma devolução intitulada de restituição.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Presidente discursa sobre isenção no IRPF e anima contribuintes

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA