Boleto IPVA 2020: passo a passo para emissão

Janeiro está chegando e com ele a cobrança do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). O tributo é anual e destinado a todos os brasileiros proprietários de automóveis. Para poder efetuar o pagamento é preciso ter acesso ao boleto IPVA 2020, enviado a partir do mês de janeiro pelos Correios ou emitido online no portal do Detran.

Boleto IPVA 2020: passo a passo para emissão
Boleto IPVA 2020: passo a passo para emissão

A emissão digital é uma forma mais rápida e prática para os motoristas que desejarem quitar as parcelas sem esperar pelo serviço de correspondência. Sua realização acontece por meio do site oficial do Detran de cada estado.

Leia também: Calendário IPVA São Paulo 2020: acompanhe as datas

É importante lembrar que os valores, alíquotas e quaisquer serviços de cobrança do imposto funcionam separadamente em cada região. Então é preciso que o motorista se direcione ao órgão específico do seu estado para poder encerrar a dívida.

Como emitir o boleto IPVA 2020 online?

O contribuinte deve acessar o portal do Detran de sua cidade e se direcionar até a parte de tributos e pagamentos. Nela é preciso fornecer o número da placa do veículo e também do Renavam.

Na sequência, solicite a emissão de uma nova guia de pagamento, escolha a quantidade das parcelas e selecione a opção para emissão. Pronto, após gerar o boleto basta ir até uma instituição financeira ou pagar pelo aplicativo de seu banco.

Confira um exemplo no site do Detran do Paraná:

Acesse o site http://www.detran.pr.gov.br/

  • Selecione aba veículo – localizada na parte superior do menu. Depois aperte em “Guias para pagamento e certidões”;
  • Direcione-se até a função “Emitir guia de pagamento do IPVA”;
  • Selecione a opção “Emitir”;

Por fim, informe o número do RENAVAM e a data do boleto que deseja quitar.

Basta selecionar “Consultar” e o documento será disponibilizado imediatamente.

Atenção para o vencimento do boleto IPVA 2020

O pagamento deve ser realizado dentro do prazo estipulado por cada governo estadual e em caso de atraso poderá resultar em multas e juros.

Além disso, o motorista que não prestar conta do tributo não poderá atualizar a documentação do carro, ficando impossibilitado de circular com o mesmo em todo o território nacional. Por fim, há também a chance de ser teu nome na dívida ativa do governo federal.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Boleto IPVA 2020: passo a passo para emissão

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA