Benefícios salariais sofrem reajuste com novo salário mínimo

Na última terça-feira (17), o Congresso Nacional se reuniu para discutir a proposta orçamentaria de 2020. Entre os assuntos, foram debatidos o valor do novo salário mínimo que deverá entrar em vigor a partir do mês de janeiro. A previsão é que a quantia seja de R$ 1.031, R$ 8 a menos do que se esperava na projeção inicial.

Benefícios salariais sofrem reajuste com novo salário mínimo
Benefícios salariais sofrem reajuste com novo salário mínimo

A definição de seu valor interfere não só na renda dos trabalhadores, como também nas bolsas oferecidas em diversos benefícios governamentais. Pagamentos como o INSS, por exemplo, tem como piso o salário mínimo e por isso também sofrerão reajustes no ano que vem.

Leia mais: 13° salário no RS pode ser antecipado; veja como fazer

Auxílios previdenciários e trabalhistas passarão a conta com um novo valor. O cálculo só poderá ser feito após a aprovação da proposta que precisa passar pela sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Benefícios que sofrerão essa correção do salário mínimo:

  • Abono do PIS/PASEP;
  • Seguro-desemprego;
  • BPC/LOAS;
  • Aposentadoria INSS;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-doença INSS;
  • Salário-maternidade INSS 2020

É válido ressaltar que as alterações variam de acordo com cada modalidade e levam em consideração também a situação do beneficiário. Cada auxílio possui quantias distintas e para a efetuação do pagamento exigem diferentes critérios de seus assegurados.

Piso salarial 2020

Outra modificação é no piso salarial. Por meio dele são determinados os valores pagos aos trabalhadores dentro de cada categoria profissional específica. A lei exige que ele não seja inferior ao valor do salário mínimo, fazendo com que a renda de todos sejam modificadas de acordo com a aprovação orçamentária.

Além disso, a determinação do pagamento varia também de acordo com a região e tipo de emprego do contratado.

Estimativa do piso salarial 2020 de algumas profissões:

  • Enfermeiro – auxiliar: R$ 1.000 (RJ);
  • Advogado: R$ 2.600 (RJ);
  • Arquiteto: R$ 4.728 (6 horas diárias);
  • Contador: R$ 2.432 (RJ);
  • Administrador de empresas: R$ 2.432 (RJ);
  • Eletricista: R$ 1.481 (SP);
  • Fonoaudiólogo: R$ 2.231 (RJ);
  • Enfermeiro – técnico: R$ 1.177 (RJ);
  • Agrônomo: R$ 4.728 (6 horas diárias);
  • Engenheiro: R$ 4.728 (6 horas diárias);
  • Farmacêutico: R$3.711 (MG);
  • Aeromoça/ Comissário(a) de Bordo: R$ 1.742.

Modificações no salário mínimo nos últimos anos:

Vigência Valor Ano
01.01.2012 R$ 622,00 2012
01.01.2013 R$ 678,00 2013
01.01.2014 R$ 724,00 2014
01.01.2015 R$ 788,00 2015
01.01.2016 R$ 880,00 2016
01.01.2017 R$ 937,00 2017
01.01.2018 R$954,00 2018
01.01.2019 R$ 998,00 2019
01.01.2020 R$1.039,00 2020

 

 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Benefícios salariais sofrem reajuste com novo salário mínimo

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA