2° parcela do 13° salário caí hoje; veja como investir

A partir dessa sexta-feira (20), cerca de 81 milhões de brasileiros estarão recebendo a segunda parcela do 13° salário. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), serão liberados aproximadamente R$ 214,6 bilhões,  com um valor médio de R$ 2.451 por pessoa.

2° parcela do 13° salário caí hoje; veja como investir
2° parcela do 13° salário caí hoje; veja como investir

O pagamento é destinado para todos aqueles que trabalharam de carteira assinada durante pelo menos 15 dias. É preciso também não ser demitido por justa causa, para poder ter acesso a quantia.

Nessa parcela, serão descontadas tarifas do Imposto de Renda e INSS, reduzindo o valor em comparação com a primeira parcela. Quem estiver com dívidas, será uma ótima oportunidade para renegociá-las.

Leia também: 13° salário dos servidores públicos do Rio é bloqueado

Por ser uma quantia extra muitos a utilizarão para poder organizar a vida financeira. Entretanto, aqueles que estiverem com o nome limpo na praça de desejarem investir devem ficar atentos ao momento e serviço ideal.

Onde investir o 13° salário?

Segundo os economistas, a melhor opção de investimento do décimo terceiro é aquela em que o trabalhador terá uma maior liquidez e liberação para resgatar o dinheiro quando desejar. São indicados serviços como os títulos do Tesouro Direto, que possuem uma taxa de juros baseada na Selic.

Uma outra opção são os investimentos nos fundos DI. O serviço apresenta uma taxa de administração zero e está disponível nas plataformas da Órama, BTG, Pi ou Rico. Quem desejar, também pode optar pelos CDBs pós-fixados que rendem 100% do CDI, um indicador que reflete a Selic.

Antes de escolher o investimento, tenha em mente qual o objetivo financeiro e considere a porcentagem da Selic que está em 4,5%, a menor da história.

Além dos investimentos

Outras opção de uso do 13° salário é a prestação de contas que normalmente chegam no começo do ano. Pagamentos do IPVA, IPTU, compra de materiais escolares, matriculas, entre outras, são despesas que muitas vezes acabam se tornando maiores do que o orçamento do mês.

Utilizar o valor extra para quitá-las ajudará a evitar possíveis dores de cabeça com cartões de crédito, por exemplo. Além disso, pagando em dia você ficará longe das taxas de juros e multas de atraso.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

2° parcela do 13° salário caí hoje; veja como investir

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA