Suspensão nos pagamentos do Rio de Janeiro geram protestos

Servidores públicos se posicionam contra atraso do 13º salário e demais pagamentos do Rio de Janeiro. A manifestação aconteceu nessa quarta-feira (18), em diversos pontos da cidade. Segundo os entrevistados, a motivação estava relacionada as falsas promessas do prefeito Marcelo Crivella que afirmou que o depósito seria realizado no último dia 17.

Suspensão nos pagamentos do Rio de Janeiro geram protestos
Suspensão nos pagamentos do Rio de Janeiro geram protestos

Se mostram insatisfeitos também os trabalhadores das Organizações Sociais de Saúde, que estão com seus salários retidos a meses.

Nessa terça-feira (17), a Secretaria Municipal da Fazenda, por meio de uma publicação no Diário Oficial do Município, determinou o congelamento de todos os pagamentos e movimentações financeiras da cidade.

Leia também: 13° salário dos servidores públicos do Rio é bloqueado

O decreto aconteceu justamente por causa do atraso nas parcelas dos trabalhadores da saúde, impedindo também que os demais recebessem o benefício. O órgão informou que o calendário de pagamento será reajustado, mas ainda não divulgou quais serão as novas datas.

Ao todo, são mais de 176 servidores ativos, aposentados e pensionistas a espera dos pagamentos no Rio de Janeiro.

Em um ao vivo, realizado na sua página do Facebook, Crivella tinha informado que a segunda parte do décimo terceiro estaria na conta dos funcionários ainda na última semana. Seu comunicado foi feito logo após a reunião de discussão dos orçamentos atrasados.

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ) determinou a retirada de R$ 224 milhões das contas do Tesouro municipal.

O valor seria destinado ao pagamento das organizações sociais de saúde que segue sem previsão de recebimento. Mediante a situação, os trabalhadores decretaram greve até que seja liberado um comunicado informando o dia exato da prestação de contas.

Manifesto contra o bloqueio nos pagamentos do Rio de Janeiro

Além de ocupar a frente da prefeitura municipal, um grupo de servidores foi até o Palácio da Cidade, em Botafogo, para encontrar o prefeito e sua equipe.

Muitos falaram se tratar de uma falta de respeito com a classe trabalhadora, que além de não receber seus direitos, ficam a mercê de discursos mentirosos sem saberem o dia em que terão acesso ao benefício.

Vale lembrar que o pagamento do 13º, perante a lei, deve ser realizado ainda no mês de dezembro, conforme exige os direitos trabalhistas. Normalmente, a quantia é parcelada em até três vezes, a depender da situação dos cofres públicos.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Suspensão nos pagamentos do Rio de Janeiro geram protestos

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA