IPVA Rio de Janeiro 2020: saiba como obter 2° via pelo DETRAN

O calendário do IPVA do Rio de Janeiro 2020 foi divulgado. O pagamento começará a ser feito no dia 22 de janeiro e se estenderá até o dia 16 de abril, oferecendo descontos para aqueles que optarem pela parcela única. Apesar das guias de pagamento ainda não terem sido enviadas pelos Correios, é possível que os contribuintes consigam emitir uma 2ª via do boleto online.

IPVA Rio de Janeiro 2020: saiba como obter 2° via pelo DETRAN
IPVA Rio de Janeiro 2020: saiba como obter 2° via pelo DETRAN

O serviço deve ser realizado através do site do Detran RJ ou diretamente no portal do Bradesco.

Leia também: IPVA de carro 0 km tem valor diferente? Entenda!

Para poder fazer o download do boleto do IPVA Rio de Janeiro 2020 pela instituição bancária, o beneficiário deve realizar os seguintes procedimentos:

  • Vá na opção “IPVA” e escolha “Consulta (Bradesco)”;
  • Isso irá redirecionar você ao site do Bradesco. Lá, clique em “DETRAN RJ – GRD, DUDA e GRM”;
  • Por fim, clique no botão “Gerar Boleto”.

Consulta boleto IPVA Rio de Janeiro 2020 no Detran

Já no site do Detran RJ, basta se dirigir até a página “veículos”, localizada no menu superior.

  • Na sequência, selecione a opção IPVA.

Ao fornecer a documentação do automóvel você poderá baixar o carnê automaticamente.

Datas de pagamento

O calendário ainda não foi oficialmente divulgado, mas espera-se que as datas sejam semelhantes ao cronograma de 2019.

As parcelas irão variar de acordo com a numeração final da placa, quem tiver o último dígito 0 pagará primeiro e assim sucessivamente.

É válido lembrar que o atraso resulta não só em multas e juros, como também no impedimento da renovação do documento de licença do veículo.

Sem o CRLV atualizado, o motorista fica impedido de circular em todo o território nacional e caso seja parado pela polícia rodoviária terá seu automóvel confiscado.

Valor das alíquotas

As alíquotas determinam o valor total do tributo. Elas são cobradas de acordo com o tipo de veículo, tamanho e porte. Esse ano, serão aplicadas da seguinte forma:

  • 0,5% para veículos de locação;
  • 1% para caminhões, táxis, automóveis movidos a gás natural ou energia elétrica;
  • 2% para ônibus, micro-ônibus e carros à álcool;
  • 3% para veículos de passeio e camionetas bicombustível;
  • 4% para automóveis de passeio e camionetas movidas à gasolina, além de carros importados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.