IPTU atrasado de Curitiba soma milhares de endividados

Governo de Curitiba emite alerta para os moradores que não prestaram conta do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Segundo os dados levantados pelo estado, mais de 116 mil imóveis estão com o IPTU atrasado de Curitiba, referente a 2019. O pagamento que deverá ser encerrado até o último dia deste mês poderá causar transtornos para milhares de curitibanos.

IPTU atrasado de Curitiba soma milhares de endividados
IPTU atrasado de Curitiba soma milhares de endividados

Quem for quitar a dúvida nas próximas semanas não poderá mais contar com descontos ou reajustes e ainda sofrerá uma correção de até 15%. Ou seja, caso tenha recebido um imposto no valor de R$ 300, precisará prestar conta de R$ 345 devido aos juros e multas de atraso.

Leia também: Consulta ao IPTU 2020 pode adiantar planejamento financeiro

Paga quitar o débito, basta emitir o boleto por meio do site da prefeitura ou ir até a sua sede. O pagamento pode ser feito nas agências bancárias e aplicativos financeiros. Quem estiver com dúvidas quanto ao valor e desejar calcular os atrasos, consegue consultar também no portal do município.

Como pagar o IPTU atrasado de Curitiba?

No site da Prefeitura de Curitiba é possível emitir a segunda via do IPTU de 2019. O portal vai atualizar o boleto com os valores e ajudará o contribuinte a ter uma previsão do quanto vai gastar com o tributo. Aprenda como emitir.

  • Primeiro, é preciso entrar no site da prefeitura;
  • Clicar em IPTU;
  • Depois ir em “2ª Via do Carnê/Taxa de Lixo 2019 e DAM”;
  • Clicar em “serviço online”;
  • Na página seguinte, preencher os dados do imóvel;
  • Imprimir e pagar o imposto.

Segundo o economista José Guilherme Viera, o melhor a se fazer é quitar logo o débito para não começar o ano seguinte em divida. Ele relembra que novos tributos já serão cobrados a partir de janeiro e que acumular tais pagamentos resultará em maiores transtornos.

“A pessoa deve fazer um esforço para quitar as dívidas, porque as taxas de juros sempre fazem com que elas saiam do controle. As dívidas quando são protestadas ou inscritas na dívida ativa, acabam limitando a oferta de novos empréstimos, de novas linhas de crédito”, explicou Vieira.

Além disso, é importante lembrar que os inadimplentes estarão automaticamente com seus nomes inscritos em dívida ativa. Para retirar, é preciso renegociar as propostas e quitar o débito total.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

IPTU atrasado de Curitiba soma milhares de endividados

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA