Aposentadoria: pesquisa mostra que só 12% se preocupam com o assunto

Uma pesquisa realizada pelo Schroders Gloval Investidor 2019 relevou que no Brasil apenas 12% dos não aposentados e 20% que já têm a aposentadoria estão desconfortáveis com seus investimentos na Previdência. Segundo os dados levantados, a maioria dos entrevistados acredita que poderão retirar 11,8% de suas poupanças anuais.

Aposentadoria: pesquisa mostra que só 12% se preocupam com o assunto
Aposentadoria: pesquisa mostra que só 12% se preocupam com o assunto

O estudo foi realizado mundialmente e escutou mais de 25.743 pessoas de 32 países. Em comparação com as demais regiões, na Ásia e na Europa a preocupação com a Previdência está em 26% e 25% sequencialmente.

O Japão apresentou o maior índice, tendo 53% de sua população entrevistada preocupados com seu futuro financeiro. Em contrapartida, na Índia apenas 6% pensam a respeito.

Saiba também: Governo estuda privatizar aposentadoria por invalidez nos estados e municípios

Segundo Sangita Chawla, diretora global da Schroders para Investimentos Previdenciários, os dados brasileiros indicam que as pessoas podem estar subestimando o quanto irão viver e também o valor de seus investimentos.

A especialista relembra que é preciso levar em consideração a situação econômica do país, principalmente por se tratar de uma região com taxas de juros tão instáveis.

“Essas descobertas indicam que existe uma incompatibilidade significativa entre o grau de confiança das pessoas com suas economias antes da aposentadoria e a quantia que esperam obter após a aposentadoria”, diz Sangita Chawla.

Daniel Celano, presidente da Schroders no Brasil, pontuou que muitos acabam retardando o processo previdenciário esperando que haja uma melhoria de vida nos anos posteriores. Para ele é preciso dar inicio ao processo desde o começo da carreira de modo que garanta o fundo previdenciário.

Celano sugere, inclusive, que os brasileiros invistam na Previdência privada para garantir a longo prazo uma renda para sustento.

Quanto à faixa etária dos entrevistados. Foi possível identificar que os índices de não preocupação estão mais elevados para aqueles considerados millennials (pessoas entre 18 e 37 anos). Apenas 20% demonstraram insatisfação com o investimento.

Já o grupo de brasileiros entre 51 e 70 anos, 33% estão apreensivos com o resultado de suas aposentadorias e informaram estar economizando para garantir uma maior estabilidade financeira no futuro.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Aposentadoria: pesquisa mostra que só 12% se preocupam com o assunto

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA