Gastos com a nova Previdência podem subir 100%

Uma pesquisa realizada pela Luz Soluções Financeiras, para o jornal Valor, apontou que o impacto que será causado pela nova Previdência, aprovada pelo governo, ultrapassa o maior tempo de contribuição para as pessoas físicas. Esses gatos atingirão as empresas patrocinadoras de fundos de pensão, que chegarão a gastar até 100% com os seus funcionários.

Gastos com a nova Previdência podem subir 100%
Gastos com a nova Previdência podem subir 100%

Pelo fato da nova Previdência aumentar em 10 anos o tempo de contribuição, consequentemente as empresas irão pagar mais aos planos previdenciários.

Os participantes de planos de contribuição variável, com a regra antiga custariam para as patrocinadoras em torno de R$58,5 mil  até 135,6 mil. 

No entanto, com as regras que entraram em vigor esse valor sobe em 100% indo para um custo entre R$119,3 a 200 mil. 

Leia também: Aposentadoria por idade: mudanças após a reforma da Previdência

Apesar dessa alta nos planos previdenciários, o que terá maior impacto com a nova reforma são os custos sobre cobertura de saúde, já que um funcionário que está na faixa etária de se aposentar, entre 49 e 59 anos, tem planos de saúde que custam o dobro.

Pelas regras anteriores esses funcionários custariam entre R$65 mil até R$95 mil ás empresas. Com a nova regra esses valores sobem para R$166,5 mil até R$308,4 mil para as empregadoras em que os funcionários se aposentarão.

A regras elevam também a taxa de juros reais aos trabalhadores, que atualmente variam entre 1% e 2% ao ano. 

Hoje, as taxas de juros estão em suas mínimas históricas, o trabalhador terá que aumentar o seu valor de contribuição para atingir um patamar bom do benefício.

Segundo a pesquisa, se o funcionário deixar o mercado de trabalho aos 65 anos e o juros estiver em 1% ao ano, mesmo que ele tenha contribuído por mais 10 anos. O trabalhador precisaria acumular uma  reserva de 22% a mais, que um trabalhador que saiu aos 55 anos com juro real de 5%. 

Já um trabalhador que se aposentou com 65 anos e realizou o pedido do benefício com juro de 1% precisaria contribuir com mais ou menos com o valor  de R$ 1,4 milhão para receber até o fim da vida R$ 5,8 mil mensais. Mas, se o trabalhador, se aposentou com aos 55 anos e com juro de 5%, precisaria contribuir com R$ 1,091 milhão.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Gastos com a nova Previdência podem subir 100%

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA