Banco Inter inicia internacionalização da rede

Após se consolidar no mercado brasileiro, Banco Inter está trabalhando para iniciar operações internacionais. Em reportagem especial para o Valor Econômico, João Vitor Menin, presidente da marca, falou sobre as perspectivas para 2020 e afirmou que sua equipe está visando expansões em outros continentes.

Banco Inter inicia internacionalização da rede
Banco Inter inicia internacionalização da rede

Segundo ele, graças a sociedade feita com o Softbank, o Inter vem apostando em novas propostas que têm como objetivo agregar seus serviços a empresas mundiais. Menin afirmou que essas parcerias abrirão caminho para a entrada do banco digital em outros mercados.

“Dizer que o banco Inter vai ficar só no Brasil daqui a cinco anos eu acho que é algo muito pouco provável. Nesse horizonte de tempo, a gente com certeza vai ter projeto em mais países”, disse ao Valor o presidente do Inter, João Vitor Menin.

Leia também: Conta PJ Banco Inter: Sem burocracias, veja como abrir a conta digital para empresas

Ele explica que ao se associar a Softbank o Inter impulsionou seu capital. A participação dos japoneses que era de 8,11%, em julho, agora está em 14,94%, reforçando ainda mais os planos de internacionalização da marca.

Entre as empresas gerenciadas pelo Softbank estão nomes conhecidos como o Uber, Didi, Wework e Alibaba. Para Menin, será uma uma ótima oportunidade de se unir a novos setores e expandir a atuação do Inter, já que muitas dessas redes possuem bases fora do Brasil o que pode ajudar a aumentar a conexão do banco.

Crescimento do Banco Inter em destaque

Além disso, o presidente também lembrou que os números de correntistas no banco digital estão crescendo consideravelmente. Segundo ele, no inicio de 2018 a marca tinha cerca de 500 mil titulares e fechou o mês de dezembro, do mesmo ano, com o triplo de clientes, totalizado 1,5 milhão de pessoas. Já em 2019, João diz que a expectativa é fechar com 4 milhões.

Ele explicou que tal sucesso está associado ao desempenho da plataforma Inter e também a insatisfação dos correntistas para com as demais agências bancárias do país, como o Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Itaú e Santander. Ele defende que hoje, cada vez mais, as pessoas estão buscando por instituições financeiras menos burocráticas e mais práticas.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Banco Inter inicia internacionalização da rede

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA