INSS alerta 1,8 milhões de segurados sobre corte no benefício

Nesta quarta-feira (4), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), irá notificar mais de 1,84 milhões de aposentados e pensionistas, nos quais foram identificadas irregularidades nos benefícios recebidos.

INSS alerta 1,8 milhões de segurados sobre corte no benefício
INSS alerta 1,8 milhões de segurados sobre corte no benefício

Essa identificação só foi possível após a implantação de um sistema que realiza a verificação automática da folha de pagamento, o sistema está em execução desde o mês de abril deste ano. E consegue acessar a folha de pagamento de 35 milhões de beneficiários. 

Após o programa ser estabelecido, a quantidade de casos irregulares cresceu para 1.350%, se comparado ao ano passado, 2018.

O sistema que procura as fraudes, faz varredura que apontam erros no CPF e no nome do segurado, que pode estar escrito de forma incorreta.

Leia também: Ativo desde janeiro, pente-fino do INSS já cancelou 261 mil benefícios

Aqueles beneficiários que caírem no pente-fino do governo, serão notificados por meio de uma carta que será enviada até a sua residência, ou por meio dos caixas eletrônicos da rede bancária em que recebe os benefícios.

Nesta notificação, estarão especificados os documentos que o beneficiário precisa apresentar.

Depois de receber a notificação o segurado tem 30 dias, que serão contados a partir do recebimento da mensagem para agendar o atendimento em uma agência do INSS. 

Esse agendamento pode ser feito por meio de ligação para o telefone 135, das 7h às 22h e pelo site ou aplicativo Meu INSS.

No dia agendado pelo segurado, ele deve comparecer ao posto do órgão, com os documento solicitados, e o beneficiário dará as explicações necessárias.

Caso as explicações prestadas pelo beneficiário forem insuficientes ou insatisfatórias, o benefício será suspenso. Com isso, o segurado terá direito a recorrer em um prazo de mais 30 dias, sem sucesso nesse período o pagamento é cortado.

Em outubro, o sistema apontou 2.266 cadastros com esse tipo de irregularidades, fazendo com que 261 mil benefícios fossem suspensos por todo o país.

Com a realização do pente fino, o órgão que paga os auxílios encontrou diversos casos em que beneficiários recebiam pagamento assistencial ou outros, sem necessitar daquele salário, pois ainda trabalhavam e ganhavam rendimentos altos.

Neste ano, 59% dos benefícios que foram cancelados pelo INSS eram recebidos irregularmente por pessoas próximas de cidadãos que já haviam falecido.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

INSS alerta 1,8 milhões de segurados sobre corte no benefício

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA