Ativo desde janeiro, pente-fino do INSS já cancelou 261 mil benefícios

A Operação pente-fino do INSS, visa realizar análise de processos com suspeita de irregularidades no recebimento dos benefícios garantidos pelo Instituto. Desde janeiro, quando foi editada a Medida Provisória 871, até o final de novembro, foram suspensos ou cancelados 261 mil benefícios em todo o país.

Ativo desde janeiro, pente fino do INSS já cancelou 261 mil benefícios
Ativo desde janeiro, pente fino do INSS já cancelou 261 mil benefícios

De acordo com o órgão, a economia prevista com o não pagamentos dos benefícios considerados fraude é de R$ 336 milhões. Já quando somado o valor total de um ano, o número pode chegar a R$ 4,3 bilhões.

Ainda segundo o INSS, do número total de suspeitas de irregularidades onde houveram a constatação efetiva da fraude foi de 92,5%. O número representa benefícios cancelados quando o recebimento foi indevido de assistência para servidores públicos.

Notícia relacionada: Pente fino do INSS: quem serão os convocados?

A assistência BPC, o Benefício de Prestação Continuada, foi o recebimento indevido com o maior destaque entre o valor de cancelamentos. A assistência é paga a idosos e pessoas com deficiência consideradas de baixa renda. O INSS detalha que servidores fizeram uso de documentação falsa para receber o benefício.

Além desta, o pagamento de benefícios a pessoas falecidas ou cuja renda familiar supera o limite legal também foi constatada como uma das mais recorrentes.

Em números gerais, em 2019, 59% dos benefícios cancelados e suspensos pelo pente-fino do INSS foram recebidos irregularmente pelos representantes legais de beneficiário falecido. Essa modalidade é chamada de pagamento pós-óbito.

O Instituto detalha que em todos os casos analisados os familiares continuavam a sacar a aposentadoria de forma irregular.

A operação pente fino do INSS visa cortar custos e fiscalizar o recebimento de salários indevidos. Apesar da dispensa para determinados perfis, a Previdência pretende convocar quem recebe auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria por invalidez e Benefício de Prestação Continuada BPC.

A MP foi editada no início do ano e só começou a funcionar efetivamente em agosto. O atraso foi provocado pela espera na liberação orçamentária para pagar um adicional aos servidores em análise de processos suspeitos.

Para a operação, o INSS notificou 1,84 milhão beneficiários com processos suspeitos para comparecerem ao órgão e realizar comprovação de informações e necessidades.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Ativo desde janeiro, pente-fino do INSS já cancelou 261 mil benefícios

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA