Controle financeiro Pessoa Jurídica: dicas de como se organizar

O controle financeiro de uma empresa é essencial para que ela se mantenha em funcionamento e para o equilíbrio de caixa, evitando dificuldades. Para isso é interessante que a Pessoa Jurídica (PJ), que são empreendedores, utilizem o final de ano para planejar o próximo.

publicidade
Controle financeiro Pessoa Jurídica: dicas de como se organizar
Controle financeiro Pessoa Jurídica: dicas de como se organizar
publicidade

Há alguns passos para que esse controle financeiro seja mais eficaz, veja aqui dicas de como fazer.

Leia também: Reserva para início de ano: como planejar os gastos de 2020

Dicas para cuidar das finanças da Pessoa Jurídica (PJ)

  • Fechar o balanço anual

Tenha clareza da situação em que a empresa se encontra, para isso é necessário fazer o fechamento do balanço. Ali o empreendedor terá diversas informações como o lucro da empresa e os seus gastos, sendo possível enxergar o que se passou na empresa durante aquele ano.

Anote tudo em um papel e faça uma análise de como a empresa se encontra, dentro do segmento em que ela atua.

Com isso, o empreendedor irá ter clareza de quanto gastar, como gastar e a possível quitação de dívidas, que podem ter sido adquiridas.

  • Planejamento Financeiro

No último mês do ano, é o momento de pensar e fechar o planejamento para o próximo ano. Para isso, o ideal é realizar a projeção dos gastos do ano seguinte e definir o valor de cada etapa.

Como, por exemplo: compra de mercadoria, produção, estocagem, venda e etc. Para que assim, haja uma ideia de quanto será gasto no próximo ano.

  • Pagamentos

No início do ano, há alguns impostos que são estipulados pelo governo para o pagamento, como é o caso do IPTU. O comércio também arca com o tributo, com cobrança muitas vezes superior à residência. 

Mesmo que o espaço seja alugado, nesse caso a primeira parcela do aluguel deve ser considerada.

  • Contabilidade

O último dia do ano encerra o prazo que a Receita Federal estipula para que a Pessoa Jurídica realize a entrega de sua declaração anual.

O PJ pode então já ir organizando e recolhendo a sua documentação de faturamento anual, para que assim no ano seguinte, não tenha dor de cabeça com isso.

  • Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

Pessoas Jurídicas, além de entregar o Imposto de Renda, precisam apresentar uma declaração anual de seus rendimentos. Nessa declaração devem estar todas as operações ligadas a composição da base de cálculo e o valor devido do IRPJ e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Essa declaração é entregue anualmente, até o último dia do mês de julho e sempre deve se referir ao ano anterior. O documento é entregue pela Escrituração Contábil Fiscal.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.