O fim do ano está chegando e com ele muitos se perdem financeiramente. Festas, presentes natalinos, confraternizações e demais atividades acabam pesando no bolso daqueles que não conseguem se organizar. Entretanto, também há quem aproveite o período para planejar os gastos e começar 2020 de forma mais tranquila.

Reserva para início de ano: como planejar os gastos de 2020
Reserva para início de ano: como planejar os gastos de 2020

Esse é o momento ideal para criar novas metas e planos, quem sabe comprar aquele automóvel novo ou trocar algum móvel da casa. Porém, antes de gastar seu dinheiro, é preciso levar em consideração as tradicionais despesas do primeiro trimestre.

Escola das crianças, universidade, contas como o IPTU, IPVA e compras de materiais escolares são algumas das cobranças que acabam desfalcando a carteira de muitos. Para evitar tais transtornos, separamos uma lista com dicas que o ajudará a ter um começo de ano mais organizado.

Leia também: Aplicativo para controle financeiro: conheça!

Lista para planejar os gastos

  • Não comece o ano endividado

Apesar das festas natalinas serem um ótimo período de confraternização para com os amigos e família, é preciso estar atento aos gastos em excesso.

Antes de realizar as listas de presentes e demais despesas, saiba quanto você tem em conta e separe valores de modo que não entrem no orçamento de janeiro. Assim você começará o ano sem débitos na praça.

  • Entenda suas receitas e despesas

Saiba exatamente qual a sua receita, isso quer dizer: entender quanto entra e saí de sua conta mensalmente. Uma boa dica é criar uma planilha com todas as despesas fixas, assim você saberá quanto “sobra” de seu salário todo mês.

Ter uma noção do piso dos seus gastos facilitará na hora de determinar novas metas uma vez em que você saberá o quanto pode investir nas mesmas.

  • Imagine os possíveis cenários

Tenha sempre um plano B em mente. Tendo ciência de suas despesas fixas e também das metas que deseja alcançar, estabeleça valores mínimos para que você possa guardar todo mês. Assim, em caso de imprevistos, terás uma quantia reservada para cobrir tal despesa.

  • Mapeie os gastos

Um bom planejamento financeiro exige que você saiba para onde está indo seu dinheiro. Mapeando seus gastos você entenderá quanto está gastando em cada conta ou serviço e pode estipular um limite para ambos.

É importante lembrar sempre que despesas fixas como pagamento de impostos, energia, água, luz, entre outras, precisam ter um valor sempre a mais tendo em visto que seus preços sofrem alterações.

  • Ponha fim nos gastos invisíveis

Sabe aquelas contas que a gente não coloca no papel e diz “é só hoje”? Elas tendem a ser a grande vilã de um bom planejamento.

É importante registrar toda e qualquer entrada e saída de dinheiro para que você consiga enxergar para onde está indo seu salário e, caso necessário, reorganize alguns hábitos.

Eduarda Andrade é graduanda em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Além de redatora do FDR, atua como estagiária da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado-PE e pesquisadora UNICAP/CNPq com projetos na área de Economia Criativa, Políticas Públicas e Tecnologia da Informação e da Comunicação.