Hoje (29), os brasileiros nascidos no mês de agosto poderão sacar o dinheiro do seu FGTS, na nova modalidade, denominada de saque imediato. O FGTS é um benefício de direito de todos os brasileiros que trabalham ou trabalharam com carteira assinada.

Liberado saque do FGTS para nascidos em agosto 
Liberado saque do FGTS para nascidos em agosto 

Essa é a 8ª rodada de pagamento, que teve o seu início durante o mês de setembro. O pagamento de todos os lotes só foi possível, pela funcionalidade das plataformas digitais da Caixa Econômica.

Os canais eletrônicos desafogaram o fluxo de pessoas nas agências, fazendo com que o banco antecipasse o saque, que deverá ser pago para todos até o mês de dezembro.

Leia também: FGTS e 13° salário: dinheiro extra entra na conta sexta-feira (29)

No início, a liberação do auxílio estava prevista apenas para 2020. Porém, já foram sacados mais de R$ 18,9 bilhões para cerca de 44 milhões de brasileiros.

O pagamento dos trabalhadores é feito de acordo com a situação do beneficiário. Os correntistas da Caixa, recebem o valor de forma automática.

Já os trabalhadores que não têm conta poupança na rede, podem sacar até R$ 100 em lotéricas, apenas com a apresentação do CPF e de um documento de identificação.

Para sacar valores a cima de R$ 100 reais, é necessário ter documento de identificação e senha cidadão ou cartão cidadão e senha. Os saques podem ser realizados nas lotéricas, autoatendimento, agências e correspondentes.

Caso o trabalhador não possua o Cartão do Cidadão, poderá sacar nos caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF e a Senha Cidadão. Se saque for realizado na agência, é necessário apresentar documento de identidade com foto, número do CPF e Carteira de Trabalho ou Cartão Cidadão e senha.

Os trabalhadores que optarem por transferir o valor do saque imediato para outros bancos, não serão taxados.

Caso o beneficiado não realize o saque, o valor retorna automaticamente para a conta do FGTS, sem prejuízo da rentabilidade do período.

O saque do FGTS tem sido feito desde setembro, porém nas últimas semanas houve um reajuste no valor que os trabalhadores podem retirar. A quantia de R$ 500 foi aumentada para R$ 998, por meio de uma medida provisória que aguarda a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Os trabalhadores que tinham R$ 998 em suas contas do FGTS poderão receber a quantia total, equivalente ao salário mínimo.

Já os trabalhadores que tinham uma renda acima desse valor, continuarão sendo contemplados com os R$ 500. Segundo o banco, nas próximas semanas será divulgado o novo calendário para que os beneficiados que receberam os R$ 500 possam sacar o FGTS com mais R$ 498 restantes.

Jheniffer Freitas é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). É redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças diariamente.