Brasil vem quebrando recordes no que diz respeito à geração de empregos. Segundo dados do Ministério da Economia, divulgados nessa quinta-feira (21), durante o mês de outubro o país registrou o maior número de contratações desde 2017. Ao todo, foram contabilizados 70.852 empregos de carteira assinada, sendo o sétimo mês consecutivo em que a taxa de desemprego é menor do que a de contratação.

Brasil cria mais de 70 mil empregos formais em outubro
Brasil cria mais de 70 mil empregos formais em outubro

De acordo com os dados presentes no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), outubro contou com 1.365.054 contratações e 1.294.202 demissões. De janeiro até o primeiro dia de novembro deste ano, já foram registradas mais de 841.589 carteiras assinadas.

Tais registros comprovam um crescimento de 6,45% em comparação a 2018, quando o número de vagas formais foi de 790.579.

Leia também: Programa Verde e Amarelo vai diminuir dívida trabalhista das empresas

A pesquisa também comparou os dados com o ano de 2014 e pôde verificar que o cenário atual segue como o mais positivo. Há cinco anos atrás, o número de vagas registradas foi de 912.287.

O Ministério da Economia afirmou que desde janeiro foram criados 562.186 novos postos de trabalho formais.

Distribuição de empregos por setor

Os elevados índices de contratação variam de acordo com os setores produtivos. Segundo os dados do governo, em outubro foram abertas vagas em cinco nichos econômicos, sendo o comércio o maior beneficiado, e o agropecuário o que mais demitiu. Confira as estatísticas de cada grupo:

  • Indústria de Transformação: +8.946
  • Serviços: +19.123
  • Agropecuária: -7.819
  • Construção Civil: +7.294
  • Extrativa Mineral: +344
  • Comércio: +43.972
  • Serviços Industriais de Utilidade Pública: -581
  • Administração Pública: -427

Dados regionais

Quanto à distribuição dessas vagas por todo o país, pode-se identificar que o sul e o nordeste foram as regiões que registraram o maior número de carteiras assinadas, sendo o norte o menos afetado positivamente.

  • Nordeste: +21.776
  • Sudeste: +15.980
  • Sul: +27.304
  • Centro-Oeste: +1.477
  • Norte: +4.315

Dos 27 estados, 23 desenvolveram empregos formais em outubro, sendo Minas Gerais o de maior destaque com mais de 12.281 vagas ocupadas. Veja as cidades que mais contrataram:

  • Minas Gerais (+12.282)
  • São Paulo (+11.727)
  • Santa Catarina (+11.579).

Quem menos contratou e apresentou um acréscimo nas taxas de desemprego foram o Rio de Janeiro (-9.942), Distrito Federal (-1.365) e Bahia (-589).

Eduarda Andrade é graduanda em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Além de redatora do FDR, atua como estagiária da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado-PE e pesquisadora UNICAP/CNPq com projetos na área de Economia Criativa, Políticas Públicas e Tecnologia da Informação e da Comunicação.