Governo permite IPVA 2020 com descontos de 80%? Veja se a mensagem é real

Está circulando pelo aplicativo de mensagens WhatsApp uma mensagem dizendo que o Ministério da Cidadania lançou um novo programa, denominado IPVA Cidadão. Segundo o texto, o projeto oferece descontos para o pagamento do IPVA 2020.

Governo permite IPVA 2020 com descontos de 80%? Veja se a mensagem é real
Governo permite IPVA 2020 com descontos de 80%? Veja se a mensagem é real

O whatsapp é o aplicativo de mensagens mais popular do mundo, somando mais de 1,5 bilhão de usuários. Com isso a rede é um das preferidas para a disseminação de spam como: promessas de brindes, falsas promoções, descontos, cupons e agora até desconto no IPVA é prometido.

Leia também: IPVA em Minas Gerais: motoristas podem parcelar dívida

A mensagem recebida pelo WhatsApp é: O Governo Federal, por meio da Cidadania, lançou o programa IPVA cidadão, que oferece um *desconto no IPVA 2020 de até 80%. * Confira se você tem direito acessando [site].”

Ao entrar no site, nos deparamos com um texto introdutório que continua afirmando o desconto no imposto, porém ao final do texto aparecem três perguntas aleatórias.

Confira a mensagem que se encontra no site:

“Governo Federal libera o cadastramento para exclusão da obrigatoriedade do pagamento do seguro DPVAT 2020 e desconto no IPVA 2020 de até 80%. Responda o questionário abaixo e saiba se você tem direito ao benefício: Você possue carro ou moto? SIM NÃO Você está com ele em dias? SIM NÃO. Já tem uma CNH? SIM NÃO
Responda o questionário abaixo e saiba se você tem direito ao benefício: VOCÊ TEM DIREITO A UM DESCONTO DE 80% NO IPVA 2020 Agora para autenticar sua solicitação e confirmar seu desconto siga os passos abaixo: 1. Clique em compartilhar e avise todos seus amigos / grupos no WhatsApp sobre o benefício. 2. Depois de compartilhar, você será direcionado para finalizar o processo e realizar concluir o cadastro. 3. O desconto será aplicado na data do vencimento do seu IPVA 2020. Compartilhe até completar a barrinha.”

E logo em seguida das perguntas, há uma mensagem que pede para os usuários compartilharem a mensagem com um número de amigos no aplicativo.

A mensagem foi muito compartilhada, afinal o IPVA 2020 é um dos impostos mais importantes do início. E pesa principalmente para o bolso dos brasileiros. Mas essa mensagem é falsa.

O primeiro indicio que nos mostra isso é que não existe nenhum programa denominado “IPVA Cidadão” do Ministério da Cidadania e nem do governo federal.

O IPVA é um imposto estadual, logo quem deveria conceder os descontos para os contribuintes seriam os estados.

Além disso, a mensagem que está circulando pelo WhatsApp segue o mesmo roteiro das mensagens de promoções falsas.

Mesmo que o usuário sigas todos os passos que são pedidos pela mensagem, ao final, nada acontece, mesmo que a mensagem seja compartilhada para amigos. Com isso é necessário que os usuários se protejam, para não correr riscos.

Desconfie desse tipo de mensagem, mesmo que a promoção enviada tenho sido por um amigo ou alguém da família. Descontos e promoções que parecem boas demais, também merecem desconfiança.

Evite clicar diretamente nos links, procure antes informações sobre o desconto na internet. Ou até mesmo no sites dos estados, quando há veracidade nas promoções estas serão informadas aos cidadãos de maneira oficial.

O link da promoção também deve ser analisado. Geralmente, sites seguros, tem de início em sua URL, o código HTTPS e não HTTP.

A letra S, presente no HTTPS, representa uma camada de segurança. Isso é muito importante principalmente quando for necessário inserir dados pessoais.

Além disso, é importante ter um antivírus em seu computador ou celular, ele irá identificar alguns sites com vírus.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.